Radio Calema
InicioAngolaSociedadeAdvogado de Manuel Rabelais acusa "secreta" de estar por trás do seu...

Advogado de Manuel Rabelais acusa “secreta” de estar por trás do seu impedimento de viajar

Deputado e antigo ministro da Comunicação Social pediu adiamento do interrogatório previsto para hoje na PGR

Segundo a VOA, O advogado do deputado do MPLA, partido no poder em Angola, e antigo ministro da Comunicação Social, Manuel Rebelais, João Gourgel, acusou nesta, terça-feira, 29 os responsáveis dos Serviços de Segurança de estarem por detrás do impedimento da viagem do seu constituinte.

O deputado, que também dirigiu o Gabinete de Revitalização e Execução da Comunicação Institucional e Marketing da Administração, não se apresentou hoje na Procuradoria-Geral da República (PGR) para ser ouvido no âmbito de um inquérito que lhe foi movido no ano passado, por, de acordo com Gourgel, ter tomado conhecimento da notificação do Ministério Público através da Assembleia Nacional na tarde de ontem.

Para aquele defensor, não restam duvidas de que “são os responsáveis dos serviços de segurança que o impediram de viajar, uma vez que a Procuradoria negou categorialmente que fosse ela”.

“O dr. Rebelais só constituiu advogado hoje de manhã e já pedimos ao digno procurador para que seja ouvido noutra ocasião”, acrescentou Gourgel, quem esclareceu que o “o conteúdo da acusação refere-se apenas “ gestão do GRECIMA”, encarregue do marketing da Presidência da República, durante o mandato de José Eduardo dos Santos.

Recorde-se que Manuel Rabelais, foi impedido de sair do país na quinta-feira, 24, quando se preparava para embarcar para Portugal.

O Jornal de Angola revelou que o deputado não tinha autorização do presidente da Assembleia Nacional para deixar o país.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.