Radio Calema
InicioDestaquesTribunal continua a ouvir terceiro réu no caso “Burla à Tailandesa”

Tribunal continua a ouvir terceiro réu no caso “Burla à Tailandesa”

Segundo o Jornal de Angola, o julgamento do caso “Burla à Tailandesa”, em que o Estado angolano seria burlado em 50 mil milhões de dólares norte-americanos, retoma hoje com a continuação da audição ao réu Manin Wanitchanon, um dos cidadãos tailandeses envolvidos no caso.

Na audiência de quinta-feira, quando começou a ser ouvido, Manin Wanitchanon, confirmou que a ré angolana Celeste de Brito era, no grupo de supostos burlões, a responsável pelo agendamento das reuniões.

Perante o juiz da Câmara Criminal do Tribunal Supremo, Manin Wanitchanon afirmou também que Celeste de Brito tinha maior contacto com o canadiano Pierre René, outro co-réu, que se encontra foragido.

Manin Wanitchanon, solteiro de 36 anos e que no seu país já tinha sido condenado a um ano de prisão por uso de drogas, é agora acusado pela prática dos crimes de associação criminosa, fabrico e falsificação de títulos de crédito e defraudação pela forma frustrada.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.