Radio Calema
InicioEconomiaOitocentas toneladas de tomate e batata-rena deterioram-se na Caála

Oitocentas toneladas de tomate e batata-rena deterioram-se na Caála

Oitocentas toneladas de tomate e batata-rena cultivados numa área de dois mil hectares deterioram, no ano passado, na comuna da Calenga, por falta de condições adequadas para a sua conservação e pragas.

A informação foi prestada hoje pelo administrador da comuna da Calenga, Alberto Prego, referindo que o aumento da produção tem contrastado também com a falta de meios (viaturas) para o escoamento do produto.

José Sabambe, camponês na comuna da Calenga, disse que em cada época agrícola perdem-se muitos produtos por falta de câmaras de conservação e incapacidade de escoamentos no momento certo.

Afirmou que tem havido perdas significativas das culturas de tomate, repolho, cebola, alho, cenoura e batata-rena, produtos muito procuradas no mercado nacional porque essenciais à alimentação.

Francisco Muteka solicitou ao governo a reabertura urgente do PAPAGRO para incentivar às famílias no aumento da produção e, em consequência, diminuir o desemprego.

Para contrapor a situação, técnicos da Extensão de Desenvolvimento Agrário (EDA) na comuna da Calenga reforçaram, a partir de hoje, o seu acompanhamento às práticas agrícolas das famílias camponesas, com objectivo de evitar prejuízos.

Em declarações à ANGOP, o supervisor do EDA na comuna da Calenga, Marcial Cristóvão, explicou que o acompanhamento tem sido feito nas cooperativas e campos singulares de cultivo, com esclarecimento sobre os novos métodos de produção, tendo em vista a mudança da técnica tradicional pelas boas práticas agrícolas.

Disse que neste programa de fiscalização são abordadas temáticas sobre técnicas de adubação, combate às pragas, espaçamentos de plantas, compasso agrário, uso correcto de produtos agro-toxicos e tratamento de sementes.

Marcial Cristóvão acrescentou que o acompanhamento aos camponeses inclui, entre outras, o seguimento das culturas de milho, feijão, batata-rena e das hortícolas, para estimular o desenvolvimento económico-social da região.

Informou que na comuna da Calenga, onde se encontra instalado o Entreposto Logístico do Huambo, com uma linha de limpeza e calibração de produtos agrícolas, com a capacidade para processar 90 toneladas por dia, são controladas 48 associações e 53 cooperativas, num total de dez mil famílias camponesas.

Quanto á conservação do produtos, recentemente o ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior, deu um ultimato às empresas “Nutricampo”, gestora do Entreposto Logístico da comuna da Calenga, e “Dassala Comercial”, que se encarrega pela gestão do Papagro, ambas na província do Huambo, para a reabertura das mesmas num prazo não superior a 60 dias.

O Entreposto Logístico da comuna da Calenga, paralisado há mais de dois anos, foi erguido com objectivo de facilitar a lavagem, calibragem, embalagem e a distribuição dos produtos do campo, enquanto o CLOD foi concebido como uma estrutura dinâmica e polivalente, com a missão de desenvolver o crescimento sócio-económico da região e valorizar a produção agrícola local, bem como contribuir no crescimento da cadeia de escoamento dos produtos agro-pecuários.

Porém, o director para a área agrícola da empresa “ Nutri-Campo”, gestora do Entresposto, Walter Gouveia, em declarações à Angop, justificou que a insuficiência de energia eléctrica está a dificultar o funcionamento da linha de limpeza e calibração de produtos agrícolas instalado no Entreposto.

Referiu que a mesma funciona com o gerador de 250 kvas, apenas oito horas por dia, fazendo com que trabalhe apenas 30 por cento da sua capacidade instalada, que é de processar 90 toneladas de produtos por dia, por isso incapaz de responder à demanda dos camponeses.

A solução do problema, de acordo com o responsável, passa pela extensão da rede pública de fornecimento de energia eléctrica à zona onde está instalada a infraestrutura.

No Entreposto, com 24 trabalhadores, estão também instalados oito câmaras com capacidade de armazenamento de 180 toneladas de produtos diversos, também inoperantes devido ao mesmo factor.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.