Radio Calema
InicioAngolaRegiõesPRS no Huambo contra cobranças nas escolas públicas

PRS no Huambo contra cobranças nas escolas públicas

O Partido de Renovação Social (PRS), na província do Huambo, discordou hoje, segunda-feira, da cobrança de dinheiro aos alunos das escolas públicas, justificando que tal medida contraria a gratuidade do ensino no país, avança a Angop.

Em declarações à imprensa, depois de inteirar-se do processo de matrículas em três escolas nos arredores da cidade do Huambo, o secretário local deste partido, António Soliya Selende, disse que o governo da província deve, urgentemente, combater tais cobranças.

Segundo ele, as justificações para estas cobranças, que vão dos 400 aos 1500 kwanzas, não têm razão de ser, referindo que o pagamento de funcionários eventuais, aquisição de material de uso corrente e manutenção das escolas não deve ser suportado pelos alunos.

O director da escola do I e II ciclo Rei Livongue, Modesto Tchitwé, explicou que nesta instituição os alunos que ingressam pela primeira vez são isentos de pagamento de emolumentos no acto de matrículas, mas trimestralmente têm a obrigação de pagar 1000 kwanzas.

Este montante, segundo ele, é usado para despesas correntes, uma vez que a escola não possui recursos financeiros, sobretudo para pagar trabalhadores eventuais, entre administrativos e professores.

Modesto Tchitwé afirmou que a manutenção do imóvel também é suportada com as comparticipações feitas pelos alunos, por falta de fundos provenientes do Orçamento Geral do Estado.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.