Portal de Angola
Informação ao minuto

Matou a filha de 6 anos por sair de casa sem permissão

(DR)

Um cidadão de 49 anos de idade, residente no município da Caconda, na Huíla, está a ser acusado de ter matado a sua filha de 6 anos, por esta não ter obedecido à ordem de não sair de casa. A menina foi arrastada depois de amarrada a um boi, escreve O País.

A menor, de apenas seis anos de idade, foi amarrada pelo próprio pai, que estava em estado de fúria, a um boi e fez com que o animal se pusesse a correr. A infeliz foi arrastada até à morte, segundo consta no balanço da Polícia Nacional na Huíla do último fim-de-semana. O pai terá ficado chateado com a filha por esta não lhe ter obedecido, pois, ao ausentar-se de casa orientou aos filhos que ninguém saísse, o que não sucedeu com a vítima, e a única forma de repreensão que lhe ocorreu foi aquela crueldade. A Polícia já tem detido o acusado, que aguarda pelo pronunciamento do Ministério Público.

Este é um dos dois homicídios que constam no balanço do fim-de-semana da Polícia Nacional na Huíla, pois aconteceu no bairro Tchinongue, no município da Matala, outro crime de homicídio. Neste crime, é vítima um cidadão de 29 anos, que não aguentou o ferimento causado na região craniana com um pedaço de um garrafa por outro cidadão de 20 anos, após se terem desentendido. A Polícia registou ainda duas violações sexuais, com realce para a de uma adolescente de 16 anos, que foi abusada por um indivíduo identificado (em fuga), no município da Matala, que predispôs-se a dar-lhe boleia, quando se dirigia à casa de seus pais.

O acusado desviou a rota e estacionou a viatura num lugar ermo, golpeou a vítima nos membros inferiores e superiores com uma arma branca (catana) e manteve a cópula sob ameaças. Naquele período, a Polícia na Huíla registou um total de 93 crimes, tendo sido esclarecidos 68 e resultado na detenção de 72 cidadãos como presumíveis autores. Dos crimes registados, 38 acorreram entre pessoas conhecidas das vítimas, representando assim 40,8%. Registou- se ainda 18 acidentes de viação, que resultaram em um morto e 17 feridos, bem como danos materiais avaliados em um milhão e 700 mil Kwanzas.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »