Portal de Angola
Informação ao minuto

Killer Mike: a nova série da Netflix que quer decompor a discriminação racial

Bantumen

(DR)

Michael ‘Killer Mike’ Render é um dos membros do grupo de hip-hop Run The Jewels e é um dos responsáveis pela produção da série.

“Anything that doesn’t help black people needs to be burned the fuck down now,” traduzido para português livre: “Qualquer coisa que não ajude os negros precisa ser queimada agora”, e é com esta frase que começa o trailer da nova série da Netflix, “Trigger Warning with Killer Mike”.

Michael ‘Killer Mike’ Render, ativista dos direitos afro-americanos, é um dos membros do grupo de hip-hop Run The Jewels e é um dos responsáveis pela produção da série que será divida em seis partes. O rapper irá “conduzir” o espectador através de uma experimentação social a cada episódio e propõe-se a dissecar a discriminação racial nos EUA e analisar conceitos de “economia, cultura de gangues, religião e educação”.

O objetivo da série não passa apenas por confrontar questões sociais importantes e enganos que afetam a comunidade negra. Aborda também os tabus culturais em seis episódios que exploram a condição humana ao usar abordagens pouco tradicionais.

“Nem todos concordarão com os meus métodos (e alguns podem considerá-los loucos) mas esta série é sobre abraçar a tua liberdade para desafiar a conformidade e as expetativas sociais”, afirma Killer Mike na publicação da série.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »