Portal de Angola
Informação ao minuto

Boavida Neto diz que MPLA não precisa de “pára-quedistas e bailarinos partidários de boa lábia”

Álvaro de Boavida Neto (DR)

O secretário-geral do MPLA, Álvaro de Boavida Neto, apelou ontem, quinta-feira, 10, ao “sacrifício” e “dedicação ao trabalho” dos militantes, sublinhando que o partido não precisa de “pára-quedistas e bailarinos partidários de boa lábia”, escreve o Novo Jornal Online.

Dirigindo-se aos segundos secretários do MPLA, JMPLA e secretárias-adjuntas da OMA, em Luanda, Boavida Neto sublinhou que a direcção do partido no poder não se coaduna com “improvisos” e “adaptações” que apenas servem para se “taparem furos num dado momento”.

Apelando a um maior compromisso com o MPLA, o dirigente defendeu que “os segundos secretários devem perceber sobre a vida interna” do partido, caso contrário “terão de procurar outra praia”.

Referindo-se a alguns militantes como “turistas”, o secretário-geral do MPLA lembrou que “mesmo para se ser turista tem de se saber o que se quer”.

Para além de apontar o dedo aos “turistas” que existem nas fileiras da força política que governa o país desde a Independência, o responsável alertou contra os “pára-quedistas e bailarinos partidários de boa lábia, muita conversa, que não representam qualquer mais-valia” para os “Camaradas”.

Em vez da propagação desses exemplos, Boavida Neto quer que se forme no seio do partido “uma consciência militante autêntica, baseada no verdadeiro amor ao próximo, patriotismo” e “cidadania refinada”. Segundo o dirigente “a isso chama-se compromisso com o MPLA”.

“O ser militante hoje é assumir o consentimento do sacrifício, dedicação ao trabalho”, reforçou o secretário-geral do Éme.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »