Radio Calema
InicioAngolaSociedadeEPAL regista défice no abastecimento de água

EPAL regista défice no abastecimento de água

Segundo a Angop, a Empresa de Abastecimento de Água de Luanda (EPAL) regista um défice no abastecimento à cidade, em consequência do insuficiente nível de produção para atender a demanda, informou o presidente do Conselho de Administração, Diógenes Flores Diogo.

Luanda, continuou , precisa de uma capacidade de produção de um milhão e 100 mil metros cúbicos de água por dia e hoje ronda apenas os 540 mil metros cúbicos por dia.

O PCA, que falava à imprensa num encontro com jornalistas, disse que o abastecimento de água para a capital é feito por fases, o que obriga a manobras constantes nos equipamentos, causando o desgaste acelerado nos mesmos.

“Uma conduta que estava sob pressão num dia e no outro não, porque se está a dar água noutro lado, faz com que a ela (conduta) reaja a pressão que lhe é submetida”, explicou, acrescentando que por isto há um número elevado de roturas na cidade de Luanda.

Segundo o responsável, a EPAL regista um défice na produção, porque não houve disponibilidade financeira para arrancar com os macro-projectos como o Bita e o Kilonga que podiam dar mais de um milhão de metros cúbicos por dia.

Considerou que se estes projectos arrancassem na data prevista, a empresa estaria a ver agora outros que precisam de atenção em termos de disponibilidade financeira.

Informou que o projecto Bita está numa fase de arranque e o Kilonga iniciou parcialmente, augurando que com a conclusão destes projectos, e o desenvolvimento de outros, a empresa vai ver se cria segurança no abastecimento.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.