Smiley face

Rebeldes tomam controlo de uma cidade mineira na RCA

0 30

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Frente Popular para o Renascimento Centro-africano (FPRC), grupo armado saído do ex-Séléka, tomou o controlo de Bakouma, uma cidade mineira situada no centro-sul da RCA.

De acordo com a Angop, o grupo, constituído maioritariamente por muçulmanos, obriga as autoridades locais e os soldados da Missão das Nações Unidas (MINUSCA) a deixar a cidade, indicou um correspondente da BBC em Bangui.

Segundo um deputado desta cidade, durante o ataque ocorrido no domingo houve mortos, casas e lojas incendiadas, bem como deslocações em massa de pessoas para o mato e para localidades vizinhas.

O líder da FPRC, Abdoulaye Hissène, declarou que o grupo rebelde conta estender o seu controlo a toda a região de Bangassou, onde se situa a cidade de Bakouma.

Bakouma é uma cidade estratégica, onde se encontra uma grande mina de urânio. A companhia mineira francesa Areva, que opera na zona, suspendeu as suas actividades, segundo a BBC.

A cidade concentra igualmente uma mina de diamantes e é também uma zona de passagem do tráfico de armas que compreende um corredor ligado ao Tchad e ao Sudão.

Sob as ordens do seu chefe de estado-maior, Abdoulaye Hissène, a FPRC força as autoridades regionais de Bangassou, bem como os soldados da MINUSCA, a deixar esta cidade.

Hissène rejeita qualquer diálogo com a missão enviada à Bakouma pelas autoridades centro-africanas, alegando o incumprimento dos acordos assinados pela FPRC e o governo.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »