Radio Calema
InicioMaisSem PalavrasAmericano acorda depois de desligarem as máquinas de suporte de vida

Americano acorda depois de desligarem as máquinas de suporte de vida

Depois de ter tido um AVC a 12 de dezembro, Scott Marr, de 61 anos, foi encontrado inconsciente, mas a respirar na sua cama.

No hospital, Segundo informa o Jornal da Madeira, os médicos diagnosticaram-lhe um inchaço cerebral e afirmaram que o americano acabaria em morte cerebral, havendo pouca esperança de recuperação.

No entanto, de acordo com a revista Visão, que cita o The Independent, quando lhe foram desligadas as máquinas de suporte de vida, Scott não deixou de respirar e acordou.

No dia seguinte, a mulher, que já tinha alertado o agente da funerária, foi visitar o marido.

“Pedi-lhe para mexer os polegares, e ele moveu os polegares lentamente, depois pedi que mexesse os dedos dos pés e ele mexeu todos os dedos dos pés um bocadinho”, afirmou.

Os exames realizados posteriormente revelaram que os médicos tinham falado no diagnóstico, que era síndrome da encefalopatia reversível posterior.

Scott, pai de quatro filhos, já tinha informado a família que não queria ser mantido vivo de forma artificial caso alguma coisa lhe acontecesse.

“Sempre nos disse que não queria que nós o víssemos deitado numa cama de hospital, nem numa casa de repouso”, afirmou uma das filhas,

“Depois dos médicos nos explicarem que ele estava a caminho da morte cerebral, despedimo-nos, tiraram-lhe os tubos, desligaram as máquinas e nós esperámos ao lado dele”, acrescentou.

Scott já está totalmente recuperado e afirmou que não quer fazer do seu caso “uma espécie de acontecimento religioso”, mas não deixou de apelidar o que lhe aconteceu de “milagre”.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.