Portal de Angola
Informação ao minuto

Tribunal da Guatemala autoriza entrada de investigador da ONU detido no aeroporto

(DR)

As autoridades da Guatemala autorizaram no domingo a entrada no país de um investigador anticorrupção da ONU, detido durante 25 horas no aeroporto, que estará a averiguar eventuais irregularidades cometidas pelo Presidente Jimmy Morales na campanha eleitoral de 2015.

De acordo com a RTP que cita a Lusa, o colombiano Yilen Osorio, membro da Comissão Internacional contra a Impunidade na Guatemala, foi autorizado a entrar no país por decisão do Tribunal Constitucional, o mais alto órgão judicial do país.

As autoridades tinham proibido Osorio de entrar no país alegando “razões de segurança e ordem pública”.

Cinco juízes do Tribunal Constitucional, reunidos de emergência no domingo, permitiram no domingo a entrada do investigador.

Em outubro, a Guatemala recusou vistos a outros 12 investigadores da ONU, tendo, em dezembro, retirado a imunidade e ordenado a expulsão de 11 funcionários da mesma comissão das Nações Unidas que investigava o Presidente Morales.

Os investigadores “deixaram de usufruir dos seus privilégios e imunidades”, informou então o Governo, afirmando que aquela entidade da ONU era uma “ameaça à paz” e tinha excedido as suas funções.

Representantes do Instituto Guatemalteco de Migração foram à sede da comissão para informar os funcionários que eles tinham “72 horas para deixar o país”.

O Presidente iniciou hostilidades contra a comissão em 2017, depois da agência da ONU e a procuradoria terem solicitado o levantamento dos privilégios presidenciais para investigar a corrupção no seio do Estado guatemalteco.

A comissão ganhou força em 2015 após revelar uma fraude aduaneira que levou à demissão do então Presidente Otto Pérez (2012-2015), que foi indicado como responsável pela fraude, além de apontar outros casos de corrupção.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »