Radio Calema
InicioDestaquesRecenseamento militar arranca hoje em todo país

Recenseamento militar arranca hoje em todo país

O Ministério da Defesa Nacional dá início, hoje, em todo país e no exterior, ao processo de recenseamento militar dos cidadãos nacionais do sexo masculino que completam ou que se presumam completar 18 anos até ao final do corrente ano.

Segundo o chefe de Departamento de Recrutamento e Mobilização do Ministério da Defesa Nacional, Carlos Pedro, o processo, que acontece anualmente, de acordo com a Lei Geral do Serviço Militar, está a ser organizado nas administrações municipais e nos serviços consulares e embaixadas.

Carlos Pedro referiu que o processo abrange todos os cidadãos nacionais nascidos entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2001, residentes em Angola e no exterior do país.

Pretende-se, com esse exercício, manter o controlo das reservas aceitáveis para renovação regular das Forças Armadas.

O chefe de Departamento garantiu que todas as condições estão criadas e cada província tem o seu programa. Em função destes programas, disse, cada província, através, de um despacho, vai determinar os locais onde será feito o recenseamento.

Para os países onde Angola não tem representações diplomáticas ou consulares, a situação dos cidadãos fica salvaguardada, sendo apenas exigível no momento em que os mesmos tiverem oportunidade de se deslocarem para um dos
países com representações diplomáticas, mesmo fora dos prazos estabelecidos.

Carlos Pedro explicou que todo o cidadão que proceder ao registo recebe o talão de recenseamento, não sendo exigível qualquer emolumento.

Depois deste processo, acrescentou, os cidadãos devem aguardar a convocação, que será feita quando os recenseados atingirem os 19 anos. Será feito um processo de selecção, dependendo dos cursos disponibilizados pelo Estado Maior General.

Para o processo de registos, explicou, poderão ser criados postos “ad hoc”, porque algumas administrações ficam distante das localidades.

Em declarações ao Jornal de Angola, o porta -voz do Governo Provincial de Luanda, Sebastião José, garantiu que a província tem todas as condições físicas criadas para o arranque do processo.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.