Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Lunda Sul: Governador recomenda melhoria na gestão dos serviços de saúde

Angop

DANIEL FÉLIX NETO- GOVERNADOR DA LUNDA SUL (FOTO: JOAQUINA BENTO)

O governador da Lunda Sul, Daniel Neto, recomendou, quinta-feira (27), em Saurimo, a melhoria na gestão dos serviços de saúde na região e a criação, com urgência, de gabinetes do utente em todas as unidades sanitárias, para permitir a fiscalização da actuação dos profissionais de saúde.

Daniel Neto considerou, igualmente, fundamental que se aposte em 2019, no reforço da formação dos gestores, enfermeiros e médicos, em matérias de assessoria de saúde, gerenciamento do leito, indicadores hospitalares e liderança, visando a melhoria da gestão e da humanização dos serviços.

No quadro das políticas que visam a melhoria do sistema de saúde na Lunda Sul, o governante informou que em 2019, a prioridade do governo local será a conclusão do novo hospital geral e da maternidade provincial, com 120 camas cada, três blocos operatórios, entre outros compartimentos.

A conclusão de sete postos de saúde, bloco operatório e ala de raio X, no município do Dala, constam das prioridades do sector da saúde para o ano económico 2019, acrescentando que a província conta actualmente com nove hospitais, 15 centros médicos, 79 postos de saúde, assegurados por 61 médicos de diversas especialidades e 850 enfermeiros.

Para o próximo ano, estão previstos a inserção de 181 novos técnicos, entre médicos e enfermeiros, fruto do concurso público em curso, que contribuirão significativamente na melhoria dos serviços de saúde na região.

No domínio da prevenção de doenças, disse que o governo vai continuar a trabalhar no sentido de melhorar o saneamento básico, ampliação e manutenção das valas de drenagem, entre outras medidas.

Governo assegura melhorias nos serviços da acção social

Daniel Neto, que discursava na tradicional cerimónia de cumprimento de fim de ano, disse que o seu governo vai criar uma base de dados para o registo e controlo de pessoas em situação de vulnerabilidade, no sentido de alargar o número de assistidos, que no presente ano (2018) foi de mil e 99 deficientes físicos, crianças e idosos.

No presente ano foram, igualmente, submetidos a reabilitação física cerca de 16 deficientes físicos.

No capítulo da Justiça e dos Direitos Humanos, o governador provincial afirmou que no ano económico 2019 será priorizada a massificação do registo civil nas comunidades rurais, implementação do programa de registo de nascimento nas maternidades, escolas do ensino primário e do I ciclo, bem como a efectivação do comité dos direitos humanos.

Neste sector, o governante apelou a necessidade de se aprimorar os mecanismos de atendimento ao público, visando diminuir o fluxo de pessoas nos postos de identificação.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »