Portal de Angola
Informação ao minuto

Funcionários do principal hospital de Bissau convocam greve

(DR)

Comité sindical do pessoal contratado do Hospital Nacional Simão Mendes, em Bissau, entregou pré-aviso de greve, a partir de quinta-feira, para pedir pagamento de salários em atraso e melhores condições de trabalho.

Em comunicado, divulgado à imprensa, avança a DW África, o comité explica que decidiu avançar para a greve devido ao “atraso e silêncio” da direção do hospital “relativamente ao pagamento dos salários em atraso do pessoal contratado” e “tendo em conta a difícil situação financeira em que se encontram mergulhados os seus associados”.

O comité decretou greve para o período entre quinta-feira e 31 de dezembro e entre 03 e 07 de janeiro.

Os funcionários contratados do hospital de referência da Guiné-Bissau exigem o pagamento de dois meses de salários em atraso (outubro e novembro de 2018), o pagamento do subsídio de vela de janeiro de 2015 a dezembro de 2018, a efetivação nos quadros dos funcionários contratados mais antigos e a melhoria das condições de trabalho.

A Guiné-Bissau tem assistido a várias paralisações dos trabalhadores, nomeadamente no setor da educação, transportes e saúde.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »