Portal de Angola
Informação ao minuto

Nicarágua detém mais um jornalista por “terrorismo e incitamento ao ódio”

RTP/Lusa

(DR)

As autoridades da Nicarágua detiveram no domingo mais um jornalista, acusando Lucia Pineda de “terrorismo e incitamento ao ódio”, dias depois de terem invadido as instalações da emissora para a qual trabalhava.

A editora do canal de televisão 100% Notícias foi acusada pelo Ministério Público de “provocação, incitamento e conspiração à prática de atos terroristas”, de acordo com uma declaração emitida pela Presidência da República.

A jornalista, detida na prisão de alta segurança de El Chipote, em Manágua, também foi acusada de incitamento ao ódio “contra a instituição da ordem pública, a polícia nacional”. O julgamento está previsto para 25 de janeiro.

Em concreto, os juízes consideram que a jornalista transmite “informações falsas e infundadas na televisão e nas redes sociais, com o objetivo de gerar angústia e ódio radicais contra os apoiantes e membros da Frente Sandinista de Libertação Nacional”.

A emissora 100% Notícias, fechada pelo Governo na sexta-feira, tem sido um dos principais meios de comunicação social na cobertura da crise na Nicarágua, desde o início das manifestações contra o Governo de Daniel Ortega, em abril.

No sábado, também o diretor do canal, Miguel Mora, foi detido pelas autoridades e acusado de “conspiração e terrorismo”.

Em abril, as manifestações contra as reformas económicas do Governo foram reprimidas violentamente pelas autoridades e fizeram escalar as reivindicações dos manifestantes para o pedido de demissão de Daniel Ortega.

No balanço, as organizações humanitárias contam entre 325 e 545 mortos, enquanto o Governo admite 190, assegurando que a sua ação foi em resposta a uma “tentativa de golpe de Estado”.

Segundo as organizações não-governamentais foram ainda registados 610 “presos políticos” e acusados 273 “suspeitos de terrorismo”, de acordo com as autoridades.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »