Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Joana Lina reconhece papel da Igreja Católica da formação dos angolanos

Angop

HUAMBO: GOVERNADORA JOANA LINA DURANTE A MISSA DE APRESENTAÇÃO DO ARCEBISPO DOM ZEFERINO ZECA MARTINS (FOTO: VALENTINO YEQUENHA)

A Igreja Católica tem, deste então, desempenhado um papel inequívoco e marcante na formação académica e profissional dos angolanos, reconheceu hoje, domingo, no Huambo, a governadora da província, Joana Lina.

A construção de escolas, centros médicos, além de outras infra-estruturas indispensáveis para a melhoria da qualidade de vida da população, são realizações que marcam este empenho, segundo a governante que falava na missa de apresentação do novo arcebispo metropolita do Huambo, Dom Zeferino Zeca Martins.

Para sai, a responsabilidade da Igreja Católica, enquanto parceira privilegiada do Estado, não se restringe apenas na divulgação do Evangelho, mas também na formação de homens e mulheres com presença determinante no desenvolvimento económico e social do país.

Reconheceu que igreja tem construído escolas para possibilitar a inserção de mais crianças no sistema de ensino, centros médicos para auxiliar o Governo na melhoria da assistência médica e medicamentosa da população, além de outras infra-estruturas indispensáveis para a melhoria da qualidade de vida da população.

Noutra parte da sua intervenção, Joana Lina agradeceu o arcebispo cessante, Dom José de Queirós Alves, pelo seu empenho na edificação de famílias comprometidas com o bem-estar comum.

Fez questão de lembrar que a arquidiocese do Huambo tem grande importância no domínio da formação de sacerdotes e demais servos do Senhor, razão pela qual, pretende prestar todo apoio e colaboração ao seu novo pastor, Dom Zeferino Zeca Martins, para que a província continue a ter famílias comprometidas com o amor ao próximo.

Entre os presentes na esplanada da praça São João Paulo II, na cidade do Huambo, destaca-se os arcebispos e bispos da CEAST, encabeça pelo seu presidente, dom Filomeno do Nascimento Viera Dias, sacerdotes do clero diocesano e religioso, enquanto da parte do Governo Central esteve a secretária de Estado da Cultura, Maria da Piedade de Jesus.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »