Portal de Angola
Informação ao minuto

Lançado em Angola o Portal de Divulgação da Produção Nacional e Aplicativo

PRODESI

(DR)

O Portal de Divulgação da Produção Nacional e Aplicativo “Feito em Angola” despertam interesse assinalável junto do público alvo, traduzido pelo número de produtores inscritos até ao momento e pelas visualizações do Aplicativo.

A iniciativa, lançada há mais de 10 dias, no âmbito da implementação do PRODESI, visa aumentar a competitividade da produção nacional, divulgando a sua existência e, consequentemente, mitigando a assimetria de informação, servindo como um hub de interligação entre os operadores do mercado (nomeadamente os produtores familiares e , micro, pequeno, médio e grandes produtores, com os revendedores e consumidores em geral).

Para os produtores, o acesso à plataforma é feito de forma gratuita, sendo que a informação sobre a produção é voluntariamente incorporada pelos produtores, ou alguém que os represente, bastando para o efeito acessar o website: www.ppn.co.ao.

Nestes primeiros dias, o número de produtores e produtos inscritos tem aumentado diariamente, estando já no Portal cadastrados um número superior aos 270, com alguma incidência para os de Luanda, Bengo, Lunda-Norte, Benguela e Huambo.

Esta segunda semana de funcionalidade da ferramenta fica marcada pela criação da rede de apoio provincial e municipal aos produtores, através da realização de seminários ao longo das dezoito províncias do país, sendo que numas decorrerá na próxima semana. Estas sessões de capacitação, facilitadas ao mais alto nível pelos Governadores Provinciais, tem sido destinada para os produtores, administradores municipais, Directores Provinciais dos Gabinetes Económicos Integrados, Directores Provinciais da Agricultura, Pecuária e Pescas, Representantes Provinciais do INAPEM, Representantes das Associações Empresariais e das Cooperativas e produtores locais, com o objectivo de disseminar conhecimentos abrangentes desta vantajosa ferramenta, para que os produtores nacionais, em particular os familiares, possam difundir de forma gratuita os seus produtos.

Sobre o acesso à Internet em algumas zonas de inexistente acesso, tudo foi pensado de forma a facilitar os produtores e os camponeses, razão pela qual a informação será recolhida offline, com o apoio da rede de designada para o efeito, assegurando a passagem para o portal e consequente visualização no aplicativo.

As ferramentas interactivas permitem conhecer a actividade produtiva interna, suas características, localização e respectivas quantidades.

Relativamente ao aplicativo Feito em Angola, esta ferramenta serve, apenas, para a visualização da produção nacional, sendo que a mesma encontra-se disponível nas lojas Android e a aguardar a sua disponibilização nas lojas Apple, devido ao procedimento administrativo da Apple, que regista, por norma, mais tempo para a validação dos aplicativos e disponibilização on-line.

De acordo com alguns produtores entrevistados, nestes primeiros dias foi notório um aumento de comunicação por parte de interessados em adquirir a sua produção, fruto desta exposição positiva da produção.

Com o portal de divulgação da produção nacional, o Governo busca a promoção da actividade produtiva interna.

Para ter acesso à informação da oferta dos produtos feitos em Angola, os consumidores e o público em geral, poderão consultar o portal www.ppn.co.ao e o aplicativo telefónico “Feito em Angola”, respectivamente.

O Governo mostra-se, ainda, aberto em receber comentários e sugestões de melhoria.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »