Portal de Angola
Informação ao minuto

ONGs moçambicanas acusam Governo de se colocar ao lado das multinacionais

Um residente de Palma, província de Cabo Delgado (DR)

No distrito de Palma, província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, não estão a ser acautelados os interesses das comunidades residentes na zona onde decorrem projectos de exploração de gás.

Numa denúncia à DW África, as ONGs moçambicanas acusam mesmo o governo de se colocar ao lado das multinacionais, maior parte delas, internacionais, pois há comunidades que estão a perder a terra, sem nehuma compensação, para dar lugar a projectos de exploração de gás natural.

A denúncia é das Organizações Não Governamentais que têm estado a auscultar comunidades em Palma, na esteira do desenvolvimento de projectos de gás naquela região.

A activista Alda Salomão, do Centro Terra Viva, entende que estas comunidades não estão a ser parte das reflexões do desenvolvimento de Moçambique.

“Elas estão a ser os grupos mais penalizados, principalmente as comunidades que estão a ser reassentadas involuntariamente. Então, são os grupos mais penalizados por causa destes projectos”, revela Alda Salomão.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »