Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Lagarde não vê sinais de recessão a curto prazo nos EUA

Apesar da incerteza e da volatilidade dos mercados, parece improvável que os Estados Unidos venham a sofrer uma crise econômica no curto prazo, disse a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, nesta quinta-feira.

Segundo informa a AFP, em um dia em que Wall Street caiu mais de 3%, Lagarde disse que “há dúvidas sobre as perspectivas de crescimento”, mas a preocupação é “um pouco exagerada”.

“No curto prazo, não vejo elementos de recessão”, disse ela à CNBC.

No entanto, ela afirmou que o Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos) “provavelmente desacelerará” a taxa de aumento das taxas de juros à luz dos dados econômicos.

O Fed já elevou os juros três vezes este ano, e um novo aumento é esperando em duas semanas. Contudo, a entidade indicou que poderia demorar ou fazer uma pausa nas altas se a economia americana perder força.

Lagarde não fez recomendações ao Fed, mas disse que suas decisões dependerão “da leitura que fizerem sobre o estado da economia” e que é preciso haver uma boa comunicação, já que a política monetária americana tem impacto mundial.

A diretora-gerente do FMI também falou sobre a guerra de tarifas entre EUA e China. Ela disse que se o confronto parar agora, seus prejuízos diretos à economia global seriam “mínimos”. Contudo, o dano pode ser maior se for levada em conta a “apreensão e as incertezas” dos mercados.

Lagarde acrescentou que a trégua acordada entre as duas potências dá margem para o otimismo, embora tenha indicado que o nível de complexidade do tema fará as negociações “levarem muito tempo”.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »