Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Cofre de Providência da Polícia Nacional apoia centro Nzoji

Jornal Manchete

O Cofre de Providência do Pessoal da Polícia Nacional procedeu, nesta semana, a doação de um lote de medicamentos compostos de 30 produtos diversos ao Centro Polivalente Nzoji, localizado na comuna de Nguengue, município de Viana, em Luanda

Segundo o presidente de direcção do CPPPN, comissário Luís Alexandre, o objectivo da doação visa minimizar a carência de fármacos na repartição de saúde, embora não seja o seu objecto social, de modos a garantir o bem-estar de 828 crianças que o centro alberga, entre internos e externos.

“Não temos vocação de entrega de medicamentos, mas a nossa memória regista intervenções periódicas neste centro, no intuito de ajudar para o bem-estar destes meninos”, justificou.

Na ocasião, o comissário Luís Alexandre garantiu que dentro de dois meses a clínica afecto à instituição que dirige, arranca e irá apadrinhar o Nzoji e melhorar a assistência de serviços de saúde aos efectivos da Polícia Nacional, tendo garantido o apadrinhamento do Centro Njozi, no que a assistência médica diz respeito.

“Queremos garantir que vamos apadrinhar o Centro Nzoji. Todos os casos de saúde que não conseguirem tratar aqui, a nossa clínica estará aberta”, garantiu o comissário Luís Alexandre.

Para o director do Nzoji, comissário Orlando Mendes Alves, a doação recebida do CPPPN faz toda diferença para a instituição vocacionada a formação académica de “carenciados filhos órfãos de ex-polícias de diferentes órgãos do Ministério do Interior”, que podem ser recebidos a partir dos seis nos de idade.

Embora sem enumerar as vicissitudes, o director do Nzoji, Orlando Alves, admite haver algumas dificuldades para assistência dos petizes de forma geral, porquanto o centro acolhe em regime de internato apenas crianças do sexo masculino na ordem de 520 alunos saídos de todo país, e cerca de 100 do género feminino estudam em regime de externato.

O CPPPN

O Cofre de Providencia do Pessoal da Polícia Nacional (CPPPN), é uma associação mutualista de utilidade pública, pertencente ao efectivo da Polícia Nacional, dotada de autonomia administrativa, financeira e patrimonial.

O CPPPN tem como objectivo geral, a expressão organizada da solidariedade e justiça entre os associados, assegurando a protecção social especial e complementar dos membros e suas respectivas famílias dentro das possibilidades dos seus créditos. Neste âmbito o CPPPN, concede pensão de reforma por velhice, e ou invalidez; pensão de sobrevivência; subsídio de maternidade; subsídio de saúde; subsídio por morte aos familiares do associado, na modalidade em que estiver inscrito, conceder empréstimos e outros benefícios.

Para concretizar estes desideratos o CPPPN tem uma vaga de projectos onde se destaca a construção de moradias das quais são beneficiários os polícias como foi a recente entrega de 170 membros com casas de tipologias T2 e T3 no Complexo Residencial Oásis do Zango III, em Luanda, numa cerimonia presidida pelo presidente da Mesa da Assembleia- Geral, comissário-geral Paulo Gaspar de Almeida, contará com a presença de entidades convidadas, bem como de membros do Conselho Consultivo da Polícia Nacional.

Com a entrega das referidas residências no projecto Oásis do Zango III, a associação mutualista dos polícias elevou para 731 habitações já atribuídas, das cerca de 1.000 residências construída até ao momento.

O referido acto insere-se no âmbito da estratégia da direcção do Cofre de Previdência dos polícias, de implementar acções que visem melhorar as condições de habitabilidade dos seus associados e famílias.

As contas do CPPPN

De acordo com uma auditoria independente, cujos resultados foram tornados públicos em junho do corrente ano os activos do CPPPN, passaram de 3,70 mil milhões de kwanzas em 2006, para 32,32 mil milhões em 2017, como resultado da quotização dos seus membros e outras receitas, de acordo com dados do relatório e contas relativo àquele último ano.

“Os activos totais alcançaram, no ano passado, a cifra de 77, 72 mil milhões de kwanzas – um crescimento de 393 por cento em dez anos -, fruto do que o CPPPN diz ser um “rigoroso e inovador exercício de gestão” que culminou com a criação de uma mais-valia na ordem de 41, 48 mil milhões de kwanzas”, refere o Jornal de Angola que sita o documento da auditora.

No âmbito de uma estratégia adoptada para lidar com a situação económica e financeira desfavorável observada no país e no estrangeiro desde 2014, com perdas significativas, ganhos moderados ou mesmo a estagnação para algumas organizações, o CPPPN afirma ter desenvolvido acções que garantiram a maximização dos seus activos ao longo desse período.

Em 2007, os activos estavam avaliados em 4,70 mil milhões de kwanzas mas, com a implementação de uma “nova dinâmica de gestão”, registaram-se, nos anos subsequentes, crescimentos sucessivos e moderados do seu valor, sobretudo em 2015, quando chegaram aos 75,95 mil milhões de kwanzas, um crescimento de 128 por cento em relação ao ano precedente e de 391 face a 2006.

Auditoria completa

Os Relatórios de Balanços e de Contas do Cofre de Pessoal da Polícia Nacional referentes ao exercício económico de 2017 tiveram uma auditoria completa da Crowe Horwarth – Angola, uma filial da Crowe Horwarth, considerada uma das dez maiores redes de contabilidade do mundo, com mais de 150 empresas em mais de mais de 100 países.

O Cofre de Previdência do Pessoal da Polícia Nacional é uma associação mutualista de membros da corporação que existem desde 1933 e que conta actualmente com mais de 115 mil associados.

Em 2014 foi certificada como instituição de utilidade pública através do Decreto Presidencial nº 246/2014, 1ª série. Luís Alexandre, comissário da Policia Nacional, licenciado em Economia com especialização em fundos imobiliários, MBA em finanças e negócios e mestrando em governação e gestão pública é o presidente de direcção.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »