Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Cobertura vacinal do país é de 38 por cento

A cobertura vacinal no país é de 38 por cento, considerada baixa, enquanto a esperada é de 90 por cento de acordo com a chefe de departamento da saúde reprodutiva da Direcção Nacional de Saúde Pública do Ministério da Saúde, Henda Vasconcelos.

Segundo a técnica, que falava sobre o primeiro compromisso da criança “Esperança de vida a nascer”, há agora probabilidade de as crianças sobreviverem mais tempo tomando todas as vacinas, mas os pais não os levam para recebê-las.

“Aumentou-se o número de vacinas no calendário com a introdução da pentavalente, hemofilis, hepatiteB , rotavírus, a pneumococos, isso parece pouco, mas protege as crianças contra vários antigenos”, ressaltou.

Acrescentou que embora a vacinação de rotina funcione, a cobertura é muito baixa. As famílias não têm o hábito de levar as crianças para vacinar nas datas necessárias. “O nosso hábito é esperar campanha”, disse.

Para ver-se a cobertura vacinal é através da pentavalente 3 que as crianças recebem aos seis meses e quando se chega nesta fase o gráfico desce porque as famílias deixam de levar as crianças aos centros para vacinar.

Referiu que a comunicação social deve ajudar difundindo informações sobre as vantagens de os encarregados levarem os filhos à vacina.

“As vacinas e os técnicos estão lá, mas as famílias não vão. A nossa cobertura vacinal não passa de 38 por cento e que deveria estar no mínimo 90 por cento”, frisou referindo-se ao Inquérito de Indicadores Múltiplos e de Saúde (IIMS) lançado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Henda Vasconcelos ressaltou que todos os países não conseguem disponibilizar todas as vacinas no sistema público, isto é um processo porque é um investimento.

“Em Angola a vacina é um dos poucos insumos que se dispensa tudo e a cobertura é baixa. O governo dá dinheiro para comprar vacinas e a população não aproveita”, frisou.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »