- Publicidade-
Rádio Calema
Inicio Destaques Rafael Marques "impedido" de entrar no Palácio Presidencial

Rafael Marques “impedido” de entrar no Palácio Presidencial

O jornalista e ativista angolano Rafael Marques diz ter sido impedido de entrar no palácio presidencial de Angola para assistir a uma audiência que o presidente João Lourenço tinha organizado com “representantes da sociedade civil”. Num texto publicado na página do Maka Angola, o portal onde Rafael Marques escreve, o ativista diz ter sido chamado para participar na audiência, mas que acabou por ser expulso por não constar na lista dos convidados, escreve o Observador.

Rafael Marques confirmou que devia ter participado na audiência enquanto um dos “ativistas antigovernamentais” convidados, como o ministro da comunicação social João Melo adjetivou o jornalista. O ativista chegou a conversar durante 20 minutos com Luaty Beirão, Alexandra Simeão e Frei Júlio Candeeiro numa das salas de espera do Protocolo da Presidência. A seguir, o grupo foi levado para o palácio, que ficava do outro lado da rua.

Havia duas pessoas com duas listas de convidados na mão, que os ia chamando um a um para entrar no edifício depois de passar por detetores de metais. Quando Rafael Marques foi chamado — foi o último de todos –, o ativista foi impedido de entrar.

Segundo ele, os funcionários alegaram que “só tinha na lista o nome do Job Capapinha, um dirigente do MPLA nas vestes de sociedade civil”: um dos funcionários “leu mais uma ou duas organizações também ligadas ao partido no poder”. “Disse que o meu nome não constava da lista e que eu não podia entrar. O outro confirmou. Agradeci”, explica Rafael Marques no texto publicado nas redes sociais e na página do Maka Angola.

O ativista angolano disse acreditar “na boa vontade do presidente João Lourenço”, mas que agora tem dúvidas: “Regressei ontem [segunda-feira] ao país e, para meu espanto, ouvi a difusão de um comunicado de imprensa da Presidência da República, no qual sou referido como representante da Open Society, uma organização com o qual não tenho qualquer vínculo há 15 anos”, sublinha Rafael Marques.

E acrescenta: “O meu trabalho é do conhecimento público. Fundei o portal Maka Angola, através do qual há muito me dedico a investigar a alta corrupção no país e a violação dos direitos humanos”, diz ele sublinhando que não representa nenhuma instituição.

- Publicidade -
- Publicidade -

Número de endividados sem capacidade de pagamento atinge 4,6 milhões no Brasil

Cerca de 4,6 milhões de endividados no Brasil devem a instituições financeiras mais do que podem pagar. O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (4)...
- Publicidade -

Homem esfaqueia 37 crianças e dois adultos numa escola da China

Um segurança de uma escola primária na cidade de Cangwu, no sul da China, esfaqueou pelo menos 39 pessoas, nesta quinta-feira, 4. "Trinta e sete...

Lunda Norte ganha praça da cultura

Uma praça da cultura está ser construída no distrito urbano do Dundo, defronte o Museu Regional, para permitir aos artistas a comercialização dos seus...

Trump soma à lista negra de sanções dos EUA intermediária de remessas em Cuba

O governo de Donald Trump somou nesta quarta-feira (3) à lista de entidades sancionadas pelos Estados Unidos a empresa cubana Fincimex, a instituição financeira...

Notícias relacionadas

Número de endividados sem capacidade de pagamento atinge 4,6 milhões no Brasil

Cerca de 4,6 milhões de endividados no Brasil devem a instituições financeiras mais do que podem pagar. O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (4)...

Homem esfaqueia 37 crianças e dois adultos numa escola da China

Um segurança de uma escola primária na cidade de Cangwu, no sul da China, esfaqueou pelo menos 39 pessoas, nesta quinta-feira, 4. "Trinta e sete...

Lunda Norte ganha praça da cultura

Uma praça da cultura está ser construída no distrito urbano do Dundo, defronte o Museu Regional, para permitir aos artistas a comercialização dos seus...

Trump soma à lista negra de sanções dos EUA intermediária de remessas em Cuba

O governo de Donald Trump somou nesta quarta-feira (3) à lista de entidades sancionadas pelos Estados Unidos a empresa cubana Fincimex, a instituição financeira...

Tribunal Constitucional chumba pedido de Habeas Corpus de ex-ministro Augusto Tomás

O Tribunal Constitucional (TC) chumbou esta semana o pedido de Habeas Corpus interposto pela equipa de advogados do ex-ministro dos Transportes, Augusto Tomás, o...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.