Portal de Angola
Informação ao minuto

Quatro Candidatos disputam cadeira na Ordem dos Médicos

Neurologista Miguel Bettencourt,Fisiologista Mário Fresta, Neonatologista Elisa Gaspar,e José Pascoal, gestor em saúde (DR)

Até hoje, já são quatro os médicos que têm intenção de concorrer ao cargo de bastonário da Ordem dos Médicos de Angola, em substituição de Carlos Alberto Pinto de Sousa, que está à frente da organização profissional há 11 anos.

Segundo o Jornal de Angola, trata-se de Miguel Bettencourt Mateus, Mário Fresta, José Luís Pascoal e Elisa Gaspar.
Miguel Bettencourt Mateus anunciou, há mais de quatro meses, em declarações ao Jornal de Angola, a pretensão de candidatar-se, intenção também divulgada por Mário Fresta através da comunicação social.

A pretensão de José Luís Pascoal é conhecida por estar a circular nas redes sociais uma declaração de candidatura, que tem como lema “Inovar para Fortalecer”.

A candidatura de Elisa Gaspar vai ter o “apoio incondicional” do Sindicato Nacional dos Médicos de Angola, decisão tomada quinta-feira pelo sindicato.

A Comissão Nacional Eleitoral foi criada há uma semana e hoje está prevista a publicação dos cadernos eleitorais. A recepção das candidaturas começou no dia da criação da Comissão Nacional Eleitoral e termina a 17 deste mês, em cujo período vai ser feita a publicação das listas dos candidatos.As eventuais reclamações dos cadernos eleitorais e das candidaturas estão reservadas para o período de 18 de Dezembro a 26 do mesmo mês.

Cadernos eleitorais

A publicação oficial das candidaturas elegíveis e dos cadernos eleitorais definitivos vai ser feita no dia 3 de Janeiro, para, quatro dias depois, ter início a campanha eleitoral, prevista para terminar a 7 de Fevereiro.
As eleições estão marcadas para o dia 14 de Fevereiro e a tomada de posse do novo bastonário a 2 de Março.

Já os membros dos conselhos regionais e provinciais da Ordem dos Médicos de Angola vão tomar posse a 9 de Março.
Miguel Bettencourt Mateus é médico desde 1989 e especialista em neurologia e neurofisiologia clínica.

O médico já exerceu o cargo de decano da Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto e, actualmente, é o chefe do Serviço de Neurologia do Hospital Américo Boavida, presidente do Colégio de Especialidade de Neurologia e do Conselho Nacional de Ensino e Pós-graduação da Ordem dos Médicos de Angola.

Miguel Bettencourt Mateus é professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto.
Mário Fresta, que é também professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto, começou a exercer medicina na província do Huambo.

Nesta província, além de ter sido professor e integrado a equipa instaladora do curso de Medicina, de 1982 a 1988, trabalhou no Hospital Central, no Centro de Medicina Desportiva e no Serviço de Assistência Médica Militar.

Em Luanda, Mário Fresta trabalhou em várias unidades sanitárias públicas e privadas e exerce, actualmente, o cargo de director do Centro de Estudos Avançados em Educação e Formação Médica (CEDUMED)da Universidade Agostinho Neto.

José Luís Pascoal é médico desde 1986 e tem uma pós-graduação em organização e gestão de cuidados primários de saúde e uma outra em gestão de topo em saúde.

Já exerceu o cargo de director da Angomédica e da Cruz Vermelha de Angola, além de ter sido coordenador nacional da Campanha de Recuperação de Ética e Deontologia entre os Profissionais da Saúde, do projecto “Saúde Chegou” e do projecto de Reestruturação do Sistema de Saúde da província de Luanda.

Elisa Gaspar é médica neonatologista da Maternidade Lucrécia Paim. Ficou ainda mais conhecida do público devido a um trabalho sobre malária congénita – transmissão vertical da malária de mãe para filho -, premiado no Brasil, onde fez o mestrado.

A neonatologista está ligada ao projecto de abertura de bancos de leite humano em Angola. O projecto começa a ser executado, no próximo ano, na Maternidade Lucrécia Paim.

O próximo bastonário vai ser o quinto da história da Ordem dos Médicos de Angola, criada em 1991.
O médico Carlos Alberto Mac-Mahon, já falecido, foi o primeiro bastonário, José Carlos dos Santos o segundo e João Bastos o terceiro.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »