Smiley face

Irão vai ´reprimir’ exploração de petróleo do golfo se bloquearem vendas iranianas – Hassan Rouhani

Portal de Angola

0 61

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A administração do presidente norte-americano Donald Trump sublinhou mais de uma vez que Washington pretende “reduzir a zero” a exportação de petróleo iraniano, no intuito de conter o programa nuclear e a influência regional de Teerão.

“Os EUA devem saber que, se o Irão for impedido de exportar petróleo, nenhum país poderá fazê-lo no golfo Pérsico”, disse o presidente iraniano Hassan Rouhani na terça-feira (4).

Altos responsáveis da República Islâmica ameaçaram retaliar contra as sanções dos EUA fechando o estreito de Hormuz, uma via marítima que liga produtores e os principais mercados mundiais.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, reafirmou o esforço de Washington confrontar as “ameaças” iranianas usando pressão máxima sobre o país.

A 5 de Novembro, os EUA impuseram novas restrições unilaterais nas esferas da energia, indústria naval e financeira iranianas, visando impedir a exportação de petróleo por parte do Irão.

Rouhani prometeu continuar a vender petróleo apesar das restrições “ilegais e injustas”.

EUA enviam destróier ao golfo Pérsico para demonstrar força ao Irão, relata mídia

Nos próximos dias, um grupo de navios da Marinha norte-americana irá entrar no golfo Pérsico com o propósito de demonstrar força ao Irão, comunica o jornal The Wall Street Journal, citando fontes do Pentágono.

Segundo dados do WSJ, o destróier estadunidense John C. Stennis junto com um grupo de navios da Marinha dos EUA entrarão nas águas do Médio Oriente no fim dessa semana.

A entrada desta força norte-americana será a primeira operação desse invergadura nos últimos oito meses, destaca a mídia, adicionando que a manobra da Marinha estadunidense tem como objetivo a demonstração de poder naval do país ao Irão.

Segundo comunicam as fontes no Departamento de Defesa dos EUA, o destróier John C. Stennis provavelmente ficará por cerca de dois meses em águas do Médio Oriente. Prevê-se que durante a maior parte desse período, o navio permanecerá no golfo Pérsico.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »