Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Irão vai ´reprimir’ exploração de petróleo do golfo se bloquearem vendas iranianas – Hassan Rouhani

Portal de Angola

A administração do presidente norte-americano Donald Trump sublinhou mais de uma vez que Washington pretende “reduzir a zero” a exportação de petróleo iraniano, no intuito de conter o programa nuclear e a influência regional de Teerão.

“Os EUA devem saber que, se o Irão for impedido de exportar petróleo, nenhum país poderá fazê-lo no golfo Pérsico”, disse o presidente iraniano Hassan Rouhani na terça-feira (4).

Altos responsáveis da República Islâmica ameaçaram retaliar contra as sanções dos EUA fechando o estreito de Hormuz, uma via marítima que liga produtores e os principais mercados mundiais.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, reafirmou o esforço de Washington confrontar as “ameaças” iranianas usando pressão máxima sobre o país.

A 5 de Novembro, os EUA impuseram novas restrições unilaterais nas esferas da energia, indústria naval e financeira iranianas, visando impedir a exportação de petróleo por parte do Irão.

Rouhani prometeu continuar a vender petróleo apesar das restrições “ilegais e injustas”.

EUA enviam destróier ao golfo Pérsico para demonstrar força ao Irão, relata mídia

Nos próximos dias, um grupo de navios da Marinha norte-americana irá entrar no golfo Pérsico com o propósito de demonstrar força ao Irão, comunica o jornal The Wall Street Journal, citando fontes do Pentágono.

Segundo dados do WSJ, o destróier estadunidense John C. Stennis junto com um grupo de navios da Marinha dos EUA entrarão nas águas do Médio Oriente no fim dessa semana.

A entrada desta força norte-americana será a primeira operação desse invergadura nos últimos oito meses, destaca a mídia, adicionando que a manobra da Marinha estadunidense tem como objetivo a demonstração de poder naval do país ao Irão.

Segundo comunicam as fontes no Departamento de Defesa dos EUA, o destróier John C. Stennis provavelmente ficará por cerca de dois meses em águas do Médio Oriente. Prevê-se que durante a maior parte desse período, o navio permanecerá no golfo Pérsico.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »