Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Benguela: Deficientes pedem mais igualdade e justiça social

Angop

O presidente da Federação Angolana das Associações de Pessoas com Deficiência, Pedro Matos, pediu hoje, segunda-feira, no município do Bocoio (Benguela), mais igualdade e justiça social para as pessoas com deficiências em Angola.

O responsável que falava no acto central das comemorações do “03 de Dezembro”, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, pediu ao Governo que coloque pessoas com deficiência como cadeirantes, entre outros, a ocuparem cargos directivos de grande relevo para dar exemplo à nação.

De acordo com Pedro Matos, em Angola existem pessoas com deficiências que são doutorados, entre cegos, paraplégico, surdos, mudos e outros que também frequentam o ensino médio que podem contribuir para o desenvolvimento do País.

No seu entender, chegou o momento do Governo angolano massificar políticas que possam ajudar a encontrar emprego para as pessoas com deficiências, visto que precisam das mesmas oportunidades como qualquer outra pessoa.

“O Governo deve aumentar o número de pessoas deficientes empregadas em vários ministérios, administrações e nos governos provinciais, um facto que pode ajudar na consciencialização do próprio homem, quanto o papel que cada um pode exercer para o desenvolvimento do País nas suas mais variadas facetas”, augura Pedro Matos.

A massificação de escolas inclusivas em todo o País, para que as pessoas com deficiência, entre cegas, surdas e paraplégicos tenham acesso à educação, foram entre outras recomendações feitas ao Governo.

Em Angola, acrescentou, ainda assiste-se “muito preconceito” de acesso ao emprego das pessoas com deficiência, cujo problema tem levado com que as mesmas se tornem mais dependentes das famílias e muitas das vezes, buscam suporte ao Governo para melhoria das suas condições de vida.

A Federação Angolana das Associações de Pessoas com Deficiência controla 23 associações de âmbito nacional que tem como objectivo trabalhar com este grupo alvo.

Em Angola segundo Censo de 2014, existem 650 mil pessoas com deficiência das quais cerca de 300 são homens 280 mil mulheres.

O acto central do “03 de Dezembro” foi presidido pela ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Vitoria da Conceição, no município do Bocoio, em Benguela.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »