Empresas podem repatriar até USD 5 milhões sem licenciamento do BNA

(DR)

As empresas estrangeiras que operam no país podem repatriar dividendos até ao valor de 5 milhões de dólares resultantes das suas actividades, sem o licenciamento do Banco Nacional de Angola (BNA), anunciou José de Lima Massano.

Ao falar nesta quinta-feira em conferência de imprensa, que serviu para apresentar o balanço do 3º trimestre do Programa de Estabilização Macroeconómica 2018, Lima Massano disse existir apenas um caso de repatriamento de dividendos que envolveu a intervenção directa do BNA, que estabeleceu um calendário para a transferência dos mesmos, tendo em conta a magnitude dos valores envolvidos.

Apesar das melhorias já registadas nas operações sobre divisas que envolve empresas, bancos comerciais e o Banco Central, disse que o BNA está a rever as normas para conferir maior facilidade e segurança.

A este respeito, o governador referiu que o BNA tem estado a fazer um acompanhamento com grande rigor da acção dos bancos comerciais em relação a disponibilização de divisas aos operadores económicos.

“Temos estado a fazer vendas com maior regularidade, e para Novembro, por exemplo, disponibilizamos 850 milhões de dólares para que as operações possam ser efectuadas com menor dificuldade”, explicou.

Na conferência de imprensa, o ministro das Finanças, Archer Mangueira, disse que o Governo poderá fazer ajustamentos pontuais na Pauta Aduaneira que entrou em vigor em Agosto último, com vista a proteger a produção nacional e fomentar as exportações.

Por sua vez, o ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior, lembrou que, entre 2016 e 2917, o País conheceu uma recessão com taxas negativas ao redor de dois por cento.

Para este ano de 2018, prevê-se uma ligeira recuperação da economia com uma taxa negativa que poderá se situar entre (-0,1) a (-1,1) por cento), quando as previsões para 2019 apontam uma recuperação, com crescimento de 2,8 por cento. (Angop)

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.