- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mais Sem Palavras Menino escreve carta ao pai “no céu” e recebe resposta

Menino escreve carta ao pai “no céu” e recebe resposta

Um menino de sete anos pediu aos serviços postais do Reino Unido que entregassem um postal de aniversário no céu, ao seu pai, que morreu em 2014. A resposta dos funcionários está a correr a Internet.

Jase e a irmã, Neive, assinalam o aniversário do pai todos os anos desde a sua morte em maio de 2014. Este ano, o menino decidiu enviar uma carta ao pai, com um pedido especial endereçado ao carteiro. No envelope podia ler-se: “Senhor carteiro, pode entregar isto no céu pelo aniversário do meu pai? Obrigado”.

Algumas semanas depois, o “Royal Mail”, serviço postal do Reino Unido, respondeu à criança. Numa fotografia publicada nas redes sociais, a mãe de Jase partilhou uma carta assinada por um funcionário.

“Querido Jase, enquanto entregávamos a tua carta, deparámo-nos com algumas dificuldades. Por isso, queria aproveitar esta oportunidade para te contar como conseguimos entregar o postal ao teu pai no céu”.

“Foi um desafio difícil evitar estrelas e outros objetos galácticos”, escreveu o funcionário, adiantando ainda que “apesar de tudo, asseguramos-te que este importante pedaço de correio foi entregue”, cita o Huffington Post.

“A prioridade do Royal Mail é entregar o correio dos nossos clientes em segurança. Sei o quão importante esta carta era para ti. Vou continuar a fazer os possíveis para garantir que as entregas no céu correm bem”.

No Facebook, a mãe das crianças agradeceu o gesto e disse ainda não conseguir exprimir o quão emocionado Jase ficou “ao saber que o pai recebera a carta”. As reações surgiram rapidamente, com a publicação a atingir mais de 40 mil comentários e 230 mil partilhas, classificando a atitude como “bonita” e “amorosa”. (SIC Notícias)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.