- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Rússia prepara medidas duras após ameaças ucranianas

Rússia prepara medidas duras após ameaças ucranianas

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse que medidas severas de segurança foram tomadas pela Rússia no Estreito de Kerch, após as ameaças ucranianas de atacar a ponte da Crimeia.

Zakharova também disse que Moscovo lamenta que o Conselho de Segurança da ONU tenha votado contra a agenda russa de reunião sobre o incidente do Estreito de Kerch, avança a Sputnik.

“Infelizmente, para o nosso grande pesar, membros do Conselho de Segurança da ONU não encontraram coragem para satisfazer o pedido russo de manter a reunião do Conselho de Segurança na agenda, em outras palavras, para considerar o que aconteceu ontem nas águas territoriais russas”, Disse Zakharova à emissora Rossiya-1.

A 25 de Novembro três navios da Marinha ucraniana, Berdyansk, Nikopol e Yany Kapu, violaram os artigos 19 e 21 da Convenção da ONU sobre direito marítimo, e atravessaram a fronteira da Rússia. Os navios entraram na zona aquática temporariamente encerrada e realizaram manobras perigosas durante várias horas sem reagir às exigências das embarcações russas que acompanhavam os navios ucranianos.

Foi tomada a decisão de usar armas. Todos os navios ucranianos foram detidos aproximadamente a 20 km da costa russa e a 50 km do local habitual de passagem dos navios no estreito de Kerch por baixo da Ponte da Crimeia.

“Durante o incidente, três militares ucranianos ficaram levemente feridos. Receberam assistência médica e não correm risco de vida”, disseram as autoridades russas.

A Rússia abriu um processo criminal por violação da fronteira.

Ontem, 26 de Novembro, o presidente ucraniano Pyotr Poroshenko aprovou a proposta do Conselho de Segurança e Defesa Nacional para introdução da lei marcial no país depois do incidente no estreito de Kerch. A lei marcial entrou em vigor no território ucraniano, depois da aprovação do parlamento, terminando no dia 25 de janeiro de 2019, de acordo com o decreto.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.