- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Trump rejeita relatório da sua Casa Branca sobre alterações climáticas. "Não acredito...

Trump rejeita relatório da sua Casa Branca sobre alterações climáticas. “Não acredito nisso”

Estudo foi realizado pela própria administração norte-americana e aponta para perdas de milhares de milhões de dólares na economia se não forem tomadas medidas

presidente Donald Trump rejeitou esta segunda-feira um estudo produzido pela sua própria administração, envolvendo 13 agências federais e mais de 300 cientistas do clima, alertando sobre o impacto potencialmente catastrófico nos Estados Unidos da América das alterações climáticas.

“Não acredito”, afirmou Trump aos jornalistas, citado pela CNN, acrescentando que leu “alguma parte” do relatório.

O estudo constata que a mudança climática custará aos EUA centenas de biliões de dólares e prejudicará a saúde humana.

Desde que tomou posse a administração Trump prossegue uma agenda de manter os combustíveis fósseis. Quase todos os cientistas do mundo concordam que as alterações climáticas são induzidas pelo homem e advertem que as flutuações naturais de temperatura estão a ser exacerbadas pela atividade humana.

O presidente dos EUA disse que “leu alguns” pontos do relatório apresentado na sexta-feira. Mas acrescentou que os EUA não tomarão medidas para reduzir as emissões, a menos que o mesmo seja feito por outros países.

“Teremos que ter China, Japão, toda a Ásia e todos os outros países. Sabem que [o relatório] se dirige ao nosso país. Agora estamos caminho no mais limpo que alguma vez tivemos e isso é muito importante para mim. Mas se estamos limpos, e todos os outros lugares da terra estão sujos, isso não é tão bom”, afirmou Trump.

A ex-candidata presidencial democrata Hillary Clinton já reagiu e acusou o governo Trump de tentar esconder o relatório.

Relatório alerta para perda económica
O relatório é a Quarta Avaliação Nacional do Clima e elenca os possíveis impactos das alterações climáticas em todos os setores da sociedade americana. “Com o crescimento contínuo das emissões a taxas históricas, projeta-se que as perdas anuais em alguns setores económicos atinjam centenas de biliões de dólares até ao final do século – mais do que o produto interno bruto (PIB) atual de muitos estados dos EUA”, aponta o relatório.

“Sem uma mitigação global substancial e sustentada, e esforços de adaptação regional, espera-se que as alterações climáticas causem perdas crescentes à infraestrutura e propriedade americanas e afete a taxa de crescimento económico ao longo deste século.”

O relatório observa que os efeitos das alterações climáticas já se sentem em todo o país, incluindo eventos climáticos extremos mais frequentes e intensos. Mas diz que as projeções de futuras catástrofes podem mudar se a sociedade trabalhar para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e “se adaptar às mudanças que ocorrerão”. (Diário de Notícias)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.