- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Conselho de Segurança da ONU reúne hoje de emergência para discutir tensão...

Conselho de Segurança da ONU reúne hoje de emergência para discutir tensão Rússia/Ucrânia

A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU) indicou que foi convocada para hoje uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da UNU para discutir a escalada da tensão entre Rússia e Ucrânia.

A reunião de emergência está agendada para as 11:00 em Nova Iorque (16:00 em Lisboa), nos Estados Unidos, 16:00 em Lisboa, segundo Nikki Haley.

A informação foi tornada pública através de uma publicação na conta da embaixadora na rede social Twitter.

Segundo diplomatas citados pela agência de notícias France-Presse, tanto a Ucrânia como a Rússia reivindicam o pedido de agendamento da reunião de emergência.

o Conselho de Segurança e Defesa da Ucrânia reuniu já de urgência e propôs ao Presidente Petro Poroshenko que ordene a lei marcial “por 60 dias”, informou o secretário daquele organismo.

A decisão tem que ser votada pelo Parlamento ucraniano, durante uma sessão extraordinária marcada para a tarde de hoje.

A NATO pediu, também no domingo, “contenção” à Rússia e à Ucrânia após um ataque a três navios ucranianos no mar de Azov e instou Moscovo a permitir a livre circulação nas suas águas territoriais.

A NATO apelou igualmente à “contenção e à redução de tensões”, informou a porta-voz da Aliança Atlântica, Oana Lungescu.

No domingo, a Armada ucraniana acusou a Rússia de ter apresado três navios militares da Ucrânia e fechado o estreito de Kertch, tendo disparado contra as embarcações e ferido três pessoas, situação que já foi confirmada por Moscovo.

Lungescu sublinhou que, na cimeira Aliada de julho, em Bruxelas, os líderes da NATO expressaram o seu apoio à Ucrânia e deixaram claro que a militarização russa em curso na Crimeia, no mar Negro e no mar de Azov faz “supor mais ameaças à independência da Ucrânia e agita e põe em causa a estabilidade da região”.

Entretanto, a alta representante da União Europeia para a Política Externa e Segurança exigiu à Rússia que restaure a liberdade de circulação no estreito de Kertch, para baixar a tensão na região.

“Esperamos que a Rússia restaure a liberdade de passagem no estreito de Kertch e apelamos a todos para atuarem com a maior contenção para baixar a tensão imediatamente”, indicou a porta-voz de Frederica Mogherini, em comunicado.

“A União Europeia não reconhece e não reconhecerá a anexação ilegal da península da Crimeia por parte da Rússia”, frisou. (Diário de Notícias)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.