- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil Lula e Dilma no banco dos réus por suspeita de organização criminosa

Lula e Dilma no banco dos réus por suspeita de organização criminosa

Outras figuras do PT também foram constituídas arguidas.

Lula da Silva e Dilma Rousseff vão sentar-se no banco dos réus por suspeita de organização criminosa. Para além dos dois antigos presidentes do Brasil, também os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega e o antigo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto foram constituídos arguidos neste processo.

Foi o juiz Vallisney Oliveira do Distrito Federal que recebeu a denúncia e abriu esta ação judicial. O inquérito faz parte da investigação da Operação Lava Jato. Inicialmente, um inquérito principal englobava membros de vários partidos, mas acabou por ser dividido por partidos em quatro inquéritos. Este em concreto passou então a ser conhecido como ‘Quadrilhão do PT’.

Lula da Silva é considerado o líder deste alegado esquema.

A denúncia foi feita em setembro do ano passado pelo então procurador-geral Rodrigo Janot. A denúncia também incluía Gleisi Hoffmann, a presidente do PT. Janot afirmou que a cúpula do PT recebeu 1,48 mil milhões de reais (cerca de 341 milhões de euros) de subornos em dinheiro desviado dos cofres públicos.

Os cinco réus têm agora um prazo de 15 dias para apresentar a sua defesa por escrito. Na acusação o juiz Vallisney Oliveira refere que os réus integraram uma organização criminosa do PT, “tendo sido cometidos diversos crimes contra a administração pública (entre os quais corrupção) e lavagem de dinheiro relacionados com o Ministério de Minas e Energia, Petrobrás, Construtoras Odebrecht, Andrade Gutierrez, OAS e UTC, e J&F/BNDES”.

Lula, Palocci e Vaccari estão a cumprir pena de prisão por causa de outros processos relacionados com a Operação Lava Jato. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.