- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Bengo: Efectivos das FAA exortados a pautar por paternidade responsável

Bengo: Efectivos das FAA exortados a pautar por paternidade responsável

Efectivos da 70ª Brigada Militar de Infantaria e Motorizada foram exortados, sexta-feira, a pautar por uma paternidade responsável e reforçar cada vez mais as medidas de prevenção da violência doméstica, para o desenvolvimento da sociedade.

O chefe do Departamento para Política Familiar do Gabinete Provincial da Acção Social, Igualdade do Gênero, Francisco André de Sousa fez este apelo na sua dissertava sobre “Paternidade responsável e prevenção de violência doméstica”, tendo considerado a família como o santuário da humanidade.

Explicou que o apoio à companheira durante a gestação e a presença nos primeiros dias pós parto fazem toda a diferença tanto para a criança, quanto para a mãe que muitas vezes enfrenta certas dificuldades ou até problemas de saúde como depressão pós parto.

Segundo Francisco de Sousa, o comprometimento e a participação activa do pai na criação dos filhos tem benefícios incalculáveis, lembrando que o filho vai se espelhar no progenitor, acrescentando que não basta ser bom pai, mas também é preciso ser bom marido, dedicado e um trabalhador honesto e responsável.

Realçou que a paternidade responsável envolve tomar providências de todos os cuidados necessários para o bem-estar da criança, não deixando de lado questões como a vida profissional, afectiva, saúde, que conclui visitas ao médico, exercício físico, boa alimentação, e lazer.

Este ano, de acordo com Francisco de Sousa, o Gabinete Provincial de Acção Social, Família e Igualdade do Género registou menos queixas efectuadas por mulheres de efectivos das Forças Armadas Angolana e da Polícia Nacional e de outros cidadãos, devido a elevação da consciência jurídica das famílias, de campanhas de sensibilização, através de palestras, debates radiofónicos e aconselhamentos.

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas, a falta de transparência, honestidade e perdão dos casais, a fuga à paternidade, o desemprego, pobreza em alguns lares, a insuficiência de valores morais e de princípios espirituais nas famílias são as principais causas da violência doméstica, na província do Bengo, em particular e na sociedade, em geral.

Sobre casos de incesto, disse, que nos últimos tempos têm-se multiplicado na província, indicando, a titulo de exemplo o caso de um avó que estuprou a neta, jovens que violaram crianças com menos de dois anos, assim como o de um jovem que violou e matou uma senhora.

A palestra sobre Paternidade Responsável e Prevenção da Violência Doméstica, enquadra-se na abertura da campanha dos 16 Dias de Activismo Contra Violência no Género, a decorrer de 25 a 10 de Dezembro deste ano. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.