- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Tribunal de Cabo Delgado diz ter identificado autores de ataques em Mocímboa

Tribunal de Cabo Delgado diz ter identificado autores de ataques em Mocímboa

Porta-voz do tribunal acredita que sentença deverá sair no início do ano

O Tribunal Judicial Provincial de Cabo Delgado, em Moçambique, assegurou nesta quarta-feira, 21, que já são conhecidos os autores dos ataques que sitiaram a vila de Mocímboa da Praia há um ano, entre o grupo de 189 acusados, em julgamento, por dirigir uma insurgência armada.

Zacarias Napatima, porta-voz daquele tribunal, disse à VOA, sem avançar nomes nem os mandantes, que já estão identificadas as pessoas, dos 114 réus até agora julgadas, que atiraram e mataram civis e policias a 5 de Outubro de 2017 na vila de Mocímboa da Praia.

“Ao nível do processo que está sendo julgado aqui na província de Cabo Delegado, já são conhecidos os envolvidos (nos ataques a Mocímboa)”, sublinhou Napatima, adiantando que a sentença do grupo poderá ser anunciada no inicio do próximo ano.

O tribunalinterrompeu esta semana o julgamento dos restantes acusados, a pedido do juiz, afiançando que a interrupção será compensada com as audiências previstas a decorrerem durante as férias judiciais, em Janeiro.

Desde o inicio do julgamento, a 3 de Outubro, foram realizadas quatro sessões e julgados 39 réus, dos 189 acusados de terem dirigido uma insurgência armada, que paralisou há um ano a vila de Mocímboa da Praia e depois se alastrou para mais distritos de Cabo Delegado.

Ao todo estão a ser julgados189 arguidos, incluindo 15 mulheres.

De entre estes, constam 29 tanzanianos e três somalis por, alegadamente, fazerem parte do grupo de insurgentes que, de acordo com a acusação, põe em causa o poder do Estado.

Segundo consta do processo acusatório, desde que iniciaram os ataques, os arguidos assassinaram um número indeterminado de civis e militares, roubaram 37 armas do tipo AK47 e mais de cinco mil munições nas instalações policiais, destruíram bens da população e atentaram contra o poder do Estado.

“Queremos voltar a apelar o publico a aguardar com serenidade a sentença, pois continuamos a envidar um grande esforço, no sentido de que em menos tempo este caso tenha um desfecho” sublinhou Zacarias Napatima.

Até agora são desconhecidas as causas e os rostos da insurgência que têm aterrorizado os distritos de sul de Cabo Delegado. (VOA)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.