- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Exportações angolanas crescem mas balança pende para Portugal

Exportações angolanas crescem mas balança pende para Portugal

As exportações de Angola para Portugal cresceram 474 por cento, para 678 milhões de euros, de Janeiro a Agosto de 2018, comparados com os 118 milhões de euros do mesmo período de 2017, de acordo com números fornecidos ontem pela representante Comercial em Lisboa.

Beatriz Costa, que anunciou ao Jornal de Angola números da balança comercial entre os dois países, afirmou que o crescimento ficou-se a dever a um aumento das exportações de petróleo e derivados, bem como de alguns produtos agrícolas.

Estes últimos pesaram apenas 2,00 por cento no volume das remessas de mercadorias angolanas para Portugal em 2017, quando os combustíveis e minerais constituíram 91 por cento das exportações para o país ibérico.

Naquele período, prosseguiu Beatriz Costa, as exportações portuguesas para Angola situaram-se em 1.007 milhões de euros, representando um excedente de 329 milhões ou pouco mais de 48 por cento a favor de Portugal.

Os dados da balança comercial bilateral dos oito primeiros meses de 2018 já representam, entretanto, uma recuperação do défice angolano face a período homólogo de 2017, quando as exportações portuguesas para o país foram 15 por cento mais elevadas.

Os números obtidos pela nossa reportagem indicam que, de Janeiro a Agosto de 2017, as vendas portuguesas a Angola cifraram-se em 1.187 milhões de euros, quando, no sentido inverso, atingiram 118 milhões.

Angola compra a Portugal máquinas, aparelhos, produtos agrícolas, veículos, peças e acessórios, têxteis, pastas, plásticos e minerais, vendendo àquele país petróleo e derivados.

No cômputo de 2017, afirmou Beatriz Costa, Portugal vendeu a Angola mercadorias calculadas em 1.787 milhões de euros e comprou petróleo e derivados avaliados em 279 milhões de euros.

Em termos de investimento directo, os números também são favoráveis a Portugal, que conta com 400 empresas a operar em Angola com quatro mil milhões de euros aplicados. Ao mesmo tempo, quase seis mil empresas exportam produtos que, no ano passado, atingiram um volume de 1.787 milhões de Euros.

Angola, por sua vez, contava, até ao período de Janeiro a Junho do ano em curso, 59 milhões de euros em investimentos em Portugal, mais centrados em bancos e na Efacec, uma empresa portuguesa com tecnologia própria nas áreas de produtos de energia, sistemas e mobilidade eléctrica, detida pela empresária Isabel dos Santos. (Jornal de Angola)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.