- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Europa Amnistia Internacional Espanha lamenta reduzido número de queixas de violação

Amnistia Internacional Espanha lamenta reduzido número de queixas de violação

A Amnistia Internacional lamentou hoje em Madrid que a Espanha esteja na cauda dos países europeus no que diz respeito ao número de queixas de violência sexual, com apenas quatro mulheres a denunciarem diariamente casos deste tipo.

e acordo com o relatório sobre a violência sexual em Espanha “Já está na hora de acreditares em mim” as vítimas afirmam sentir-se “invisíveis, questionadas, desprotegidas e julgadas”, porque encontram um caminho “cheio de obstáculos de preconceitos”.

“Sem campanhas de informação para esclarecer o que fazer quando foste violada ou sofreste qualquer outro tipo de violência sexual, sem números que nos situem perante a dimensão real da violência sexual, sem políticas públicas que protejam adequadamente os direitos das mulheres e das crianças e sem recursos especializados para as atender” esta é a realidade que as vítimas vivem hoje, disse Esteban Beltrán, diretor da secção espanhola da Amnistia Internacional (AI), citado pela agência Efe.

A organização também alertou contra a forma desigual como são atendidas as mulheres consoante a Comunidade Autónoma espanhola em que teve lugar a violação ou outro tipo de violência sexual.

Esteban Beltrán condenou o facto de nenhuma das comunidades em que se divide a Espanha ter “centros de atendimento de crise”, ou seja, centros com pessoal multidisciplinar especializado em violência sexual, disponíveis 24 horas por dia, 365 dias por ano, conforme está estabelecido pelo Conselho da Europa, sendo os protocolos de coordenação diferentes em cada uma dessas regiões.

Segundo o organismo responsável pelas estatísticas europeias, o Eurostat, a Espanha está no 25.º lugar num total de 32 quanto ao número de denúncias apresentadas: 2,65 queixas por cada 100.000 habitantes, enquanto na Suécia são 56,8.

O relatório indica que entre janeiro e junho de 2018 houve 788 denúncias de violação, mais de quatro por dia, segundo o Ministério da Administração Interna espanhol, cerca de 28,5% mais do que no mesmo período de 2017, mas que mantém a Espanha “na cauda dos países europeus quanto ao número de denúncias apresentadas”, assegurou o diretor-geral da AI.

“Há uma maior sensibilização, por isso mais mulheres atrevem-se a denunciar, mas não sabemos como terminam esses casos”, sublinhou por seu lado a autora do relatório, Bárbara Tardón. (Diário de Notícias)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.