- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Visita do PR consagra nova realidade na cooperação

Visita do PR consagra nova realidade na cooperação

O diplomata e político português António Martins da Cruz afirmou terça-feira que a visita do Presidente da República, João Lourenço, a Portugal vai consagrar uma nova realidade na cooperação entre os dois países e definir que caminhos deverão trilhar o futuro das relações entre os dois Estados.

“Angola é para Portugal o país mais significativo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)”, sublinhou o antigo chefe da diplomacia portuguesa no debate livre do canal televisivo TV Zimbo, a partir de Lisboa.

Para António Martins da Cruz, Angola é o país com o qual Portugal tem uma cooperação que melhor se enquadra na perspectiva de CPLP.

Disse que as expectativas são grandes relativamente à vista de Estado que o Presidente da República, João Lourenço, inicia quinta-feira (22) a Portugal a convite do homólogo, Marcelo Rebelo de Sousa.

Entende que o Presidente João Lourenço abriu um novo ciclo político na diplomacia do país, tendo destacado nesse quadro as deslocações à França e Alemanha.

“Portugal entra agora neste grupo privilegiado e prioritário de países para a diplomacia angolana”, afirmou durante o “Debate Livre”.

Em relação a Portugal, António Martins da Cruz considera ter havido um atraso que foi percebido pelo Governo luso. “Havia alguma irritabilidade”, disse numa referência ao processo do ex-vice-Presidente da República, Manuel Vicente, no âmbito da Operação Fizz.

O Chefe de Estado angolano termina a visita a Portugal a 24 deste mês. João Lourenço seguiu na manhã desta quarta-feira (21) para Lisboa, acompanhado da primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, de uma delegação ministerial e de membros do seu gabinete. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.