- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Engenheiro aponta sobrecarga de veículos como causa da degradação das estradas

Engenheiro aponta sobrecarga de veículos como causa da degradação das estradas

As sobrecargas de veículos pesados constituem um dos factores que concorrem para degradação das estradas, considerou hoje, quarta-feira, em Luanda, o engenheiro Fernando Bonito.

O engenheiro teceu tal consideração quando dissertava o tema “Caso de estudo, o efeito da sobrecarga na vida útil dos pavimentos rodoviários”, à margem do II seminário Internacional de Estradas, promovido pelo Instituto de Estradas de Angola (INEA), em alusão aos 28º aniversário da criação da instituição, assinalado a 17 do corrente mês.

Segundo disse, as estradas são feitas em base de pressupostos como volume de carga, tráfego, frequência, capacidade, entre outros.

Na sua óptica, a estrutura do pavimento tem que estar de acordo com o nível de tráfego e com as características do tráfego que vai utilizar, porquanto o controlo do excesso de carga, nas estradas, a nível nacional deve ser rigoroso.

” A circulação de veículos pesados com sobrecargas no país é um problema que urge resolver, visto que este aspecto contribui significativamente para a redução da vida útil dos pavimentos rodoviários construídas mediante aplicação de fundos públicos”, sublinhou.

Disse por outro lado, que a realização regular de estudos de tráfegos é importante quer para a classificação e categorização das estadas do país, bem como elemento fundamental na elaboração dos projectos de execução.

O evento, que decorreu sob o lema ” INEA 28 anos unindo o país ponto a ponto”, abordou temas relacionados com o controlo da qualidade das obras de estradas, efeitos das sobrecargas na vida útil dos pavimentos rodoviários, bem como os modelos de conservação de estradas, contou com a participação de palestrantes nacionais e estrangeiros. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.