- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Cabo Verde Cobertura da vacinação contra sarampo e rubéola em Cabo Verde nos 94,6%

Cobertura da vacinação contra sarampo e rubéola em Cabo Verde nos 94,6%

A cobertura da campanha de vacinação contra o sarampo e a rubéola em Cabo Verde atingiu os 94,6%, anunciou esta terça-feira o ministro da Saúde cabo-verdiano, defendendo tratar-se de uma “excelente taxa”.

Arlindo do Rosário disse aos jornalistas, à saída da cerimónia de assinatura de um protocolo com a Fundação Calouste Gulbenkian na área da oncologia, que decorreu na cidade da Praia, que está satisfeito com os resultados da campanha, que decorreu recentemente no arquipélago. “Obtivemos uma taxa de vacinação de 94,6% a nível nacional”, afirmou, ressalvando que estes números não são iguais em todos os concelhos de Cabo Verde.

E deu o exemplo da Praia, que inicialmente registava maiores dificuldades, mas que terminou a campanha com uma taxa de cobertura de 97,3%. “Consolidámos o que já tínhamos relativamente à cobertura de rotina do sarampo, superior a 95%”, adiantou o ministro, manifestando-se empenhado para que Cabo Verde consiga a certificação de país livre do sarampo. “Será, de facto, uma grande vitória e sucesso para a saúde de Cabo Verde”, frisou.

A campanha nacional de vacinação contra o sarampo e a rubéola, desenvolvida pelo Ministério da Saúde e da Segurança Social, através do Programa Alargado de Vacinação (PAV), com o apoio do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), decorreu entre 7 e 13 de novembro.

A vacinação visou todas as crianças entre os nove meses e os quatro anos, 11 meses e 29 dias. O objetivo da campanha é contribuir para a eliminação do sarampo em Cabo Verde e na região africana, bem como a interrupção da transmissão do vírus da rubéola congénita.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa, causada por um vírus que provoca febre alta, manchas avermelhadas na pele e é transmitida através de gotículas de saliva, tosse e espirros. A rubéola também é uma doença altamente contagiosa, causada por vírus e que provoca febre, manchas avermelhadas na pele e é ainda caracterizada pelo aparecimento de gânglios/caroços na pele posterior ao pescoço. Transmite-se através de gotículas de saliva, tosse e espirros. (Observador)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.