- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal IVA das touradas revela "divergência assumida" entre Costa e Carlos César

IVA das touradas revela “divergência assumida” entre Costa e Carlos César

Para Luís Marques Mendes a discussão sobre o IVA das touradas veio revelar que existe um mau estar dentro do PS e que tem como protagonistas duas das suas figuras mais relevantes: António Costa e Carlos César.

Para o comentador, a divergência de opiniões demonstra que “o Governo quer ter uma visão sobre as touradas e Carlos César disse que queria ter uma visão do partido diferente da do Governo”, sendo que isto não é “uma encenação, nem uma descoordenação. É uma divergência assumida deliberadamente por Carlos César”.

Isto acontece, segundo o comentador da SIC, por três razões: “Arrogância, mau estar e peso politico”. Para além disso, prova que estas divergências não são só de agora.

“Este mau estar sobre as touradas não era suficiente para acontecer a divergência que aconteceu se já não viesse de trás”, afirmou.

“António Costa tem um feitio especial. Gosta de mandar, decidir e às vezes não dá cavaco a ninguém. As coisas com os deputados tem de ser faladas. Carlos César quis exercer o seu peso político, que é enorme, e mostrar que há divergência”, disse, referindo, que nunca viu “na nossa democracia, uma divergência política séria entre um líder parlamentar e um líder de partido ainda por cima primeiro-ministro”.

Por fim, considerou que todos “saem mal disto”. “A ministra da Cultura fica fragilizada, Costa sai desautorizado e fica mal a César porque o líder deve ser factor de solução e não de problema”, rematou. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.