- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Huambo volta a ser das províncias com mais acidentes

Huambo volta a ser das províncias com mais acidentes

Um ano depois, a província do Huambo voltou a integrar a lista das cinco que mais acidentes de viação registam no país, uma situação que está a preocupar seriamente as autoridades locais, tendo em conta o número de vítimas nas estradas.

O facto foi confirmado hoje, domingo, nesta região, pelo porta-voz da comissão local de Viação e Ordenamento do Trânsito, inspector-chefe Paulo Chindele Cassinda, por ocasião do Dia Mundial em Memória às Vítimas da Estrada, que se comemora no 3º domingo de Novembro.

Informou que de 1 de Janeiro até ao dia 16 deste mês ocorreram, na província do Huambo, 849 sinistros rodoviários, mais 167 que em igual período em 2017, causando a morte de 203 pessoas, mais 39 que em 2017, e 866 feridos, mais 170 que em idêntico período no ano anterior.

Estes sinistros rodoviários, segundo Paulo Chindele Cassinda, também causaram prejuízos materiais avaliados em 93 milhões, 544 mil e 200 Kwanzas, contra os 72 milhões, 471 mil e 950 Kwanzas anteriores.

Explicou que na província do Huambo ocorrem todos os tipos de acidentes de viação, sendo os atropelamentos os mais frequentes e que mais vítimas causam, num total 81 mortos e 289 feridos.

Ocorridos, na sua maioria, nas estradas Bailundo/Mungo, Chipipa/Huambo, Huambo/Cuando, Cachiungo/Chinhama e em alguns pontos da cidade do Huambo, os acidentes de viação, este ano, foram causados por excesso de velocidade, falta de precaução, não cedência de prioridade de passagem, ultrapassagem irregular, mudanças de direcção irregular, condução sob efeito de álcool, condução ilegal e mau estado técnico das viaturas.

O Dia Mundial em Memória às Vítimas nas estradas foi adoptado em Outubro de 2005, pela Organização das Nações Unidas, para evocar todos aqueles que perderam a vida em acidentes de viação.

Em Angola as cinco províncias com altas taxas de sinistralidade rodoviária são, segundo a ordem, Luanda, Cuanza-Sul, Huíla, Benguela e Huambo. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.