- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Acidentes de viação fazem 207 mortes em 10 meses em Benguela

Acidentes de viação fazem 207 mortes em 10 meses em Benguela

Benguela – Duzentas e sete pessoas morreram e mil e 129 outras ficaram feridas em consequência de 989 acidentes de viação registados entre os meses de Janeiro e Outubro deste ano, na província de Benguela, soube-se neste domingo.

De acordo com o director provincial de viação e trânsito, superintendente chefe António Ngussi, que falava à Angop hoje, no âmbito do Dia Mundial das Vítimas de Estrada, comparativamente a igual período de 2017, registou-se um acréscimo de quatro mortos, 45 feridos e 281 acidentes.

Segundo o oficial da Polícia Nacional, os referidos acidentes tiveram como natureza 110 choques entre automóveis, 350 atropelamentos, 169 choques entre motorizadas, 118 choques contra obstáculos fixos, 86 despistes e 59 capotamentos.

António Ngussi revelou que, administrativamente, o município de Benguela continua a ser o mais visado ao registar 424 acidentes, Lobito e Catumbela vêm a seguir com 184 e 123 acidentes, respectivamente.

O responsável disse ainda que a condução sob efeito do álcool, mau estado das vias, excesso de velocidade, bem como o uso de telemóvel durante a condução, são as principais causas dos acidentes.

Disse ainda que a polícia vai continuar a trabalhar no desdobramento de estratégias de fiscalização do trânsito, fazer sentir a mão pesada aos infractores no sentido de responsabilizá-los, para que o quadro da sinistralidade baixe consideravelmente.

O acto do Dia das Vítimas de Estrada ficou marcado com a realização de uma marcha seguida de oração e deposição de flores na estrada.

Oficiais da Polícia Nacional, das Forças Armadas Angolanas, líderes religiosos e demais membros da sociedade civil testemunharam o acto. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.