- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Cuanza Norte: Acidentes de viação causam 74 mortes em 10 meses na...

Cuanza Norte: Acidentes de viação causam 74 mortes em 10 meses na província

Setenta e quatro pessoas morreram e 438 ficaram feridas, em consequência de 311 acidentes de viação registados de Janeiro a Outubro deste ano, no Cuanza Norte, informou quarta-feira, em Ndalatando, o chefe de Departamento de Segurança de Trânsito e Prevenção Rodoviária da Direcção Provincial de Viação e Trânsito, 1º subchefe Rui Soares.

Rui Soares revelou tal facto quando dissertava numa palestra sobre a sinistralidade rodoviária, dirigida aos alunos do Complexo Escolar do Ensino Primário e do Iº Ciclo do ensino secundário do bairro Azul, actividade enquadrada nas celebrações do Dia Mundial em Memória às Vitimas das Estradas, a assinalar-se no próximo domingo, dia 18.

O responsável observou ter havido uma redução de um morto, em relação ao igual período do ano anterior, assim como também de 11 feridos e 12 acidentes.

Os desastres consubstanciaram-se em 86 atropelamentos, 64 despistes, 53 colisões entre veículos automóveis, 48 colisões entre carros e motorizadas, 30 capotamentos,16 colisões entre motociclos e 14 choques entre veículos e obstáculos fixos, tendo causado danos materiais avaliados em 220 milhões, 943 mil e 700 kwanzas.

O desrespeito do Código de Estrada, o mau estado técnico das viaturas, a degradação da rede viária, o excesso de velocidade, falta de prudência, entre outros, estão na base dos acidentes na província do Cuanza Norte.

Os municípios do Cazengo com 151 sinistros, Golungo Alto, com 41, Cambambe, com 38 e Lucala, com 30, destacaram-se, entre os demais, ao totalizarem 260 acidentes.

Na ocasião, Rui Soares aconselhou os peões e automobilistas a respeitarem o Código de Estrada, com vista a se evitar acidentes de viação, danos humanos e materiais.

Afirmou que a sua instituição vai reforçar o programa de prevenção à sinistralidade, com a intensificação de acções de fiscalização dos condutores que não usam os acessórios de protecção e segurança, bem como os que transportam passageiros em veículos de mercadorias, entre outras.

Vai também fortalecer a cooperação com as associações que concorrem para o combate a sinistralidade rodoviária no âmbito da intensificação das acções de sensibilização e educação dos cidadãos sobre o comportamento adequado a observarem na utilização da via pública.

Assistiram a palestra estudantes e professores da mesma escola, bem como moradores da comunidade. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.