- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Futebol Angola procura igualar Burkina Faso no confronto directo

Angola procura igualar Burkina Faso no confronto directo

Duas vitórias para Angola contra três do Burkina Faso e um empate é o resumo do histórico entre Angola e Burkina Faso, que neste domingo jogam, em Luanda, no estádio 11 de Novembro, para a quinta jornada do Grupo I qualificativo ao CAN2019, nos Camarões.

O primeiro duelo aconteceu a 14 de Janeiro de 2001, em Ouagadougou, com derrota de 0-1, qualificativo ao CAN de 2002, disputado no Mali. Sob orientação de Mário Calado, alinharam nesta partida Goliath, Felipe, Neto, Didi (Julião), Paulo Silva, Paulão, Joni, Akwá (Love), Gilberto, Renato e Jorginho.

Depois Angola somou vitórias nos dois desafios seguintes. Venceu por 2-0, dia 25 de Março, em Luanda, na segunda mão, e repetiu o feito na fase final do CAN de 2012 (2-1), em Malabo, Guiné Equatorial.

Daí surge então o jogo de má memória para os angolanos, derrota de 0-3 no dia 10 de Setembro de 2014, em pleno estádio 11 de Novembro, qualificativo ao CAN de 2015, na Guiné Equatorial.

Jonathan Pitróipa (dois golos) e Aristide Bancé foram os carrascos.

Com orgulho ferido, mas com o apuramento já em risco, os Palancas Negras foram ao terreno dos Etalons, dois meses depois (Novembro), arrancar um empate a um golo, na segunda volta.

Neste apuramento ao CAN dos Camarões, o Burkina Faso venceu na primeira volta por 3-1, em Ouagadougou, em Junho de 2017.

Neste que poderá ser o desafio do empate, os angolanos poderão contar com um reforço de peso, Wilson Eduardo, atacante do Sporting de Braga, que espera apenas por confirmação da FIFA para a sua utilização, uma vez já ter representado as selecções jovens de Portugal.

No ranking da FIFA, o Burkina Faso é o 57º colocado, enquanto o combinado nacional é o 130º. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.