- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Reservas internacionais angolanas em novos mínimos históricos

Reservas internacionais angolanas em novos mínimos históricos

As Reservas Internacionais Líquidas (RIL) angolanas caíram quase 3% entre setembro e outubro, para 11.613 milhões de dólares (10.329 milhões de euros), renovando mínimos desde, pelo menos, 2009.

A informação resulta de dados preliminares de outubro do Banco Nacional de Angola (BNA), compilados hoje pela Lusa, sobre as RIL, que no espaço de um mês caíram o equivalente a 330 milhões de dólares (293 milhões de euros). Este registo soma-se à queda de 608 milhões de dólares (540 milhões de euros) no mês anterior.

Entre julho e agosto, estas reservas já tinham caído 15%, o equivalente a 1.340 milhões de dólares (1.191 milhões de euros).

A mais recente projeção governamental, que consta do relatório de fundamentação da proposta de lei do Orçamento Geral do Estado angolano para 2019, aponta para uma queda das RIL, até dezembro, para 10 mil milhões de dólares (8.891 milhões de euros).

Estas reservas, de moeda estrangeira e que também servem para pagar as importações, garantem as necessidades de seis meses de importações por Angola e tinham atingido em maio os 14.398 milhões de dólares (12.801 milhões de euros), que foi então o valor mais alto desde outubro de 2017.

As reservas contabilizadas pelo BNA são constituídas com base em disponibilidades e aplicações sobre não residentes, bem como obrigações de curto prazo.

O Governo angolano está a negociar um novo plano de assistência com o Fundo Monetário Internacional (FMI), com componente financeira, a três anos, que poderá chegar a 4.500 milhões de dólares (3.780 milhões de euros). (Diário de Notícias)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.