Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Adeptos acreditam numa vitória dos Palancas Negras frente aos Etalons

Treino de preparação da Selecção nacional de futebol. (Foto: António Escrivão)

Adeptos da selecção de honras de futebol em Benguela estão optimistas numa vitória de Angola frente ao Burkina Faso, em jogo a ser disputado no próximo domingo (18), no estádio 11 de Novembro, em Luanda, para o apuramento ao Campeonato Africano das Nações (CAN’2019), a realizar-se nos Camarões.

Em declarações à Angop, hoje, quarta-feira, na antevisão do jogo, o presidente do conselho técnico da Associação Provincial de Futebol em Benguela, César Sacato, considerou ser um jogo difícil e decisivo, onde a selecção não deve perder nem empatar, mas jogar ao máximo para ganhar.

Referiu que, para isso, é necessário que a selecção entre bem nos primeiros minutos, bastante atenta, e não se deixe surpreender num contra-ataque.

“A selecção do Burkina Faso é uma grande equipa, mas em casa mandamos nós. Será também determinante o papel do público, pois, se aparecerem em massa vão galvanizar a equipa e vamos ganhar”, disse o responsável.

Para César Sacato, a selecção deve manter o sistema 4x3x3 com um triângulo de médios abertos, onde será necessário libertar mas o Herenilson para que chegue mais rápido ao ataque, acreditando que Fredy vai fazer a ligação ao ataque para que apareça o golo.

Pediu tranquilidade aos jogadores, porque o jogo só acaba aos 90 minutos mais o período de compensação.

Para o antigo jogador do 1º de Maio e do Kabuscorp do Palanca, António Agostinho “Coimbra”, a selecção de Angola, jogando em casa, deve entrar a atacar e não descurar a defesa, porque o Burkina Faso tem jogadores bastante fortes e rápidos.

Coimbra antevê uma partida com um grau elevado de dificuldade, mas disse acreditar no factor casa e numa vitória dos Palancas Negras.

“Temos que ter a iniciativa de jogo e não dar muito espaço ao adversário, porque sabemos que eles têm uma equipa bastante forte e se sabermos anular os pontos fortes do adversário e aproveitarmos os pontos fracos, penso que com maior ou menor dificuldade vamos vencer, porque afinal de conta jogamos em casa e em casa mandamos nós”, disse.

Já o chefe do departamento para o futebol do 1º de Maio de Benguela, António da Cunha “Enoque”, acredita que com garra, concentração e o apoio de todos angolanos, os Palancas Negras vão vencer o desafio diante dos Etalons (Garanhões).

Considera ser um jogo bastante difícil para a selecção de Angola, mas que ela tem a obrigação de ganhar e dar alegria ao público, que certamente estará presente em grande número no estádio 11 do Novembro, disse.

O jogo é referente à quinta jornada do grupo I, no qual Angola ocupa a terceira posição com seis pontos. O Burkina Faso tem sete pontos no segundo lugar, a Mauritânia é líder com nove, enquanto o Botswana ocupa o último posto com um ponto. (Angop)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »