- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Doente morre ao atirar-se de sétimo andar do Hospital do Lubango

Doente morre ao atirar-se de sétimo andar do Hospital do Lubango

Um cidadão de 24 anos de idade, doente com diagnóstico de psicose alcoólica, teve morte imediata ao atirar-se hoje, terça-feira, de um sétimo andar do Hospital Central do Lubango “António Agostinho Neto”, onde estava internado há cinco dias.

A informação foi avançada pelo director clínico da unidade hospitalar, Augusto da Fonseca, tendo afirmado que o infausto deu-se pela manhã.

O doente, que estava internado nos serviços de medicina, quarto 718, estava internado após consumo abusivo de álcool, sendo que o hospital observa para casos de género medidas preventivas de segurança, desde a imobilização do paciente, a colocação de um cordão de segurança nas janelas, que não permite a abertura superior a 30 centímetros.

“O paciente conseguiu após algum esforço e várias tentativas tirar a corrente que impedia a janela de abrir e romper com o perímetro de segurança, atirando- se em seguida”, disse.

Declarou que vão fazer uma revisão geral das janelas, reforçar o sistema de segurança, admitindo a instalação de gradeamentos.

Acrescentou que outra questão importante é o défice de recursos humanos em enfermagem, uma vez que a instituição tem 12 enfermarias e deveria ter igual número de enfermeiras.

Em cada sala tem dois a três pacientes e actualmente existe turnos que têm somente uma enfermeira a cuidar das 12 salas, impossibilitando a assistência devida a cada paciente com o rigor que se pretende, deplorou.

Fez saber que ainda não conseguiram localizar os familiares do cidadão para dar a conhecer o ocorrido e poderem realizar o funeral.

Este é o terceiro caso do género em dez anos, tendo os dois anteriores sucedido em 2008 e em 2015, respectivamente. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.