Portal de Angola
Informação ao minuto

Doente morre ao atirar-se de sétimo andar do Hospital do Lubango

EDIFICIO DO HOSPITAL CENTRAL DO LUBANGO (FOTO: MORAIS SILVA)

Um cidadão de 24 anos de idade, doente com diagnóstico de psicose alcoólica, teve morte imediata ao atirar-se hoje, terça-feira, de um sétimo andar do Hospital Central do Lubango “António Agostinho Neto”, onde estava internado há cinco dias.

A informação foi avançada pelo director clínico da unidade hospitalar, Augusto da Fonseca, tendo afirmado que o infausto deu-se pela manhã.

O doente, que estava internado nos serviços de medicina, quarto 718, estava internado após consumo abusivo de álcool, sendo que o hospital observa para casos de género medidas preventivas de segurança, desde a imobilização do paciente, a colocação de um cordão de segurança nas janelas, que não permite a abertura superior a 30 centímetros.

“O paciente conseguiu após algum esforço e várias tentativas tirar a corrente que impedia a janela de abrir e romper com o perímetro de segurança, atirando- se em seguida”, disse.

Declarou que vão fazer uma revisão geral das janelas, reforçar o sistema de segurança, admitindo a instalação de gradeamentos.

Acrescentou que outra questão importante é o défice de recursos humanos em enfermagem, uma vez que a instituição tem 12 enfermarias e deveria ter igual número de enfermeiras.

Em cada sala tem dois a três pacientes e actualmente existe turnos que têm somente uma enfermeira a cuidar das 12 salas, impossibilitando a assistência devida a cada paciente com o rigor que se pretende, deplorou.

Fez saber que ainda não conseguiram localizar os familiares do cidadão para dar a conhecer o ocorrido e poderem realizar o funeral.

Este é o terceiro caso do género em dez anos, tendo os dois anteriores sucedido em 2008 e em 2015, respectivamente. (Angop)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »