- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Autoridades tradicionais denunciam contrabando de combustível no Luau

Autoridades tradicionais denunciam contrabando de combustível no Luau

As autoridades tradicionais do município do Luau (Moxico), denunciaram hoje, terça-feira, na circunscrição, eventuais casos de contrabando de combustíveis praticados por supostos cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), o que contribui na escassez dos derivados de petróleo na região.

A denúncia foi feita durante um encontro entre o governador do Moxico, Gonçalves Muandumba e as autoridades tradicionais, antigos combatentes e veteranos da pátria daquele município fronteiriço, esclarecendo que os funcionários das bombas de combustível alegadamente vendem grandes quantidades de gasolina e gasóleo, aos congoleses democráticos, em detrimento de cidadãos nacionais.

Na ocasião, a regedora Vitória Tumba apontou que o procedimento cria vários constrangimentos a população local como utentes de viaturas, motorizadas e os que usam geradores como fonte alternativa para iluminação das suas residências.

O soba Tchinhama António, também insatisfeito com comportamento dos revendedores do produto da Sonangol distribuidora no município do Luau, pediu ao governador que resolva o mais rápido possível a situação que acarreta várias dificuldades na vida da população.

Por outro lado, o soba Eurico Tchema denunciou o extravio de medicamentos por parte de alguns supostos enfermeiros do Hospital Municipal do Luau, para abastecerem as suas farmácias, provocando escassez de fármacos nas unidades sanitárias públicas.

A autoridade tradicional pediu na oportunidade, a direcção do Gabinete de Saúde no sentido de aumentar as quantidades de medicamentos enviadas para a municipalidade, para permitir uma assistência adequada aos pacientes.

Em resposta, o governador provincial prometeu consultar a Direcção Regional da Sonangol sobre autorização ou não de vendas de quantidades exageradas de combustíveis à cidadãos expatriados.

Gonçalves Muandumba, que se deslocou ao município do Luau, no âmbito das comemorações do 43º aniversário da independência nacional, disse também que iria averiguar junto do Gabinete Provincial da Saúde, o alegado caso sobre o desvio de fármacos, por parte dos enfermeiros das unidades sanitárias locais. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.