Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Roupa interior usada como prova contra adolescente alegadamente violada na Irlanda

(DR)

A roupa interior de uma adolescente está a ser usada contra ela num alegado caso de violação, em Cork, na Irlanda.

O advogado que representa um homem, acusado de ter violado uma rapariga de 17 anos, apelou ao júri do tribunal para ter em conta a roupa interior usada pela alegada vítima.

Segundo o “Irish Examiner”, Elizabeth O”Connell disse aos jurados para não se esqueceram de que a rapariga estava a usar uma tanga de renda.

“Há alguma evidência que descarte a possibilidade de ela estar atraída pelo réu? Têm de olhar para a forma como ela estava vestida. Estava a usar uma tanga com renda na frente”, referiu.

A questão do consentimento foi amplamente discutida durante o processo. De acordo com a defesa, a jovem disse ao homem: “Violaste-me”, sendo que o acusado respondeu: “Não, nós só fizemos sexo”. Segundo a acusação, a jovem foi bem clara e não deu consentimento ao homem, explicando-lhe que nunca tinha tido relações sexuais.

O júri composta por oito homens e quatro mulheres demorou cerca de uma hora e meia para deliberar e chegar a uma conclusão. O homem, de 27 anos, que sempre negou a acusação, foi ilibado.

O caso está a gerar grande controvérsia naquele país. “Não consigo suportar a ideia de que o advogado tenha pedido ao júri para refletir sobre a roupa interior da adolescente”, escreveu no Twitter a editora do jornal ” The Irish Times”. (Jornal de Notícias)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »