- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Médicos angolanos exigem condições para tratar a população

Médicos angolanos exigem condições para tratar a população

“Muitos médicos foram para a periferia e não encontraram as mínimas condições. Temos médicos que vivem sem luz e água,” diz Adriano Manuel, do Sindicato de Médicos

As condições para a prática da medicina são péssimas, reclama o Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (Sinmea).

Adriano Manuel, presidente da Sinmea, diz em entrevista à VOA que é injusto ver alguns a procurarem tratamento no estrangeiro, enquanto a maioria morre de doenças que podem ser tratadas.

Manuel diz que é dramático lidar com “crianças que poderiam ser curadas”, mas não são, porque o país não investe na criação de condições.

O profissional, que é rosto da reivindicação, exige resposta do governo para a melhoria das condições de trabalho e sociais dos médicos.

“Queremos condições para praticar a medicina com qualidade (…) temos médicos com hepatite, médicos que contraíram tuberculose. Não temos seguro de vida. Não podemos continuar assim,” diz Manuel.

A situação social é inquietante, diz Manuel. “Muitos médicos foram para a periferia e não encontraram as mínimas condições. Temos médicos que vivem sem luz e água”. (VOA)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.