Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Sete soldados mortos e 25 feridos em explosão “acidental” na Turquia

Sete soldados morreram e 25 ficaram feridos numa explosão “acidental” que ocorreu na sexta-feira na base militar no sudeste da Turquia, informou hoje o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

“De acordo com os últimos dados que recebemos, tivémos sete mártires na explosão de um depósito de munições em Hakkari e também 25 feridos”, afirmou o chefe de Estado turco, numa conferência de imprensa em Ancara.

Anteriormente, num discurso na televisão, Erdogan tinha adiantado que o acidente tinha provocado quatro mortos e 20 feridos, sendo que quatro dos feridos eram graves e tinham sido retirados para Ancara.

As autoridades tinham anunciado na sexta-feira que, pelo menos, 25 soldados turcos tinham ficado feridos e sete estavam desaparecidos na sequência de uma explosão “acidental” de um obus de artilharia numa base militar do sudeste do país, tendo sido aberto um inquérito.

Em comunicado, o Ministério da Defesa explicou que o “acidente” ocorreu “quando era disparado um tiro de arma pesada” na base militar de Süngü Tepe, província de Hakkari, perto das fronteiras com o Iraque e Irão.

Erdogan não esclareceu se os sete mortos correspondiam aos militares dados como desaparecidos no dia anterior, nem fez qualquer referência a isso.

O sudeste da Turquia, de maioria curda, confronta-se há várias décadas com uma rebelião do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que pretende o reforço dos direitos da população curda da Turquia e é considerado “terrorista” por Ancara e aliados ocidentais.

Os confrontos já provocaram perto de 40.000 mortos desde o início da rebelião armada, em 1984.

A Turquia também bombardeia com regularidade as bases recuadas do PKK no norte do Iraque.

Após uma breve trégua, os combates intensificaram-se a partir de 2015, comprometendo as esperanças de uma solução pacífica deste conflito. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »